Aloe vera Planta → Guia Completo

0

Aloe vera Planta: Benefícios, Indicações, Como Preparar, Propriedades Terapêuticas

Aloe vera planta – Espécie arbustiva, de folhas carnosas, perene, encontrada originalmente nas partes secas da África, especificamente no Cabo Colônia e nas montanhas da África tropical.

A babosa é uma agave em formato de cacto, conhecida mundialmente pelo seu poder de cura e diversas propriedades medicinais, principalmente quando age sobre a pele.

Muitas queimaduras de grau elevado tratadas com Aloe vera conseguem evoluir para uma queimadura de menor grau em poucos dias.

A babosa tem uma ação nutritiva, anti-inflamatória e regeneradora, favorecendo o processo de cicatrização de feridas e eliminando radicais livres, o que melhora a aparência da pele, por exemplo.

Pode ser utilizada de várias formas, incluindo suco, gel, creme, pomadas, cápsulas, tônico e até mesmo em sua forma natural.

O gel e a pomada de babosa têm uso científico comprovado como cicatrizante.

A babosa (Aloe vera, Aloe barbadensis) faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS).

aloe-vera-planta-nutriela-chá-ellegance-60-sachês-guia-completo

Aloe vera Planta – NOMENCLATURA POPULAR

Babosa, aloé vulgaris, aloé barbadensis, caraguatá, erva babosa, aloé perfoliata, babosa-de-botica, babosa-folha-miúda, babosa-de-jardim, caraguatá-de-jardim.

Aloe vera Planta – NOMENCLATURA CIENTÍFICA

Aloe vera (L.) Burm.f.

Aloe vera Planta – FÓRMULA

Componentes: seiva das folhas.

Aloe vera Planta – ORIENTAÇÕES PARA O PREPARO

Coloque um pouco do gel da folha da babosa em um pedaço de algodão e, depois, esfregue levemente sobre as regiões da pele. Por fim, depois de agir por alguns minutos, lave a pele com água morna e um sabão neutro.

Aloe vera Planta – PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Emoliente, resolutivo, antioftálmica, vulnerária, vermífuga, cicatrizante.

Aloe vera Planta– INDICAÇÕES

A efetividade da babosa quanto ao uso externo (aplicação tópica) é unânime. Sobre a pele, as substâncias contidas na babosa agem formando uma camada protetora e refrescante, com amplo uso cosmético e medicinal.

A babosa também é muito útil para o tratamento de cortes e feridas, acne, coceiras, manchas na pele, picadas de insetos, dores musculares, problemas digestivos, artrite, sinusite e asma, além do já citado combate eficiente à queimaduras, seja por fogo ou raios solares.

Os principais componentes da babosa (aloína, aloeferon, aloetina e barbalodina) são responsáveis pelas propriedades cicatrizantes, além de características tônico-digestivas e laxantes.

Aloe vera Planta – MODO DE USAR

Uso Externo. Acima de 12 anos. Esfregue folhas de babosa cozidas no couro cabeludo. Deixe agir durante 15 minutos e enxágue. Outra opção é cortar as folhas pela base deixando escoar a seiva. Passe-a então nos fios. Importante: a seiva dura apenas 2 dias na geladeira.

Uso Externo. Acima de 12 anos. Tintura. Usar 50 g de folhas descascadas, trituradas com 250 ml de álcool e 250 ml de água. A tintura é coada em seguida. Deve ser utilizada sob a forma de compressas e massagens nas contusões, entorces e dores reumáticas.

Anti-helmíntico. Suco: uso interno do suco fresco, como anti-helmíntico.

Queimaduras. Cataplasma: aplicar sobre queimaduras 3 vezes ao dia.

Retites hemorroidais. Supositório.

Laxante. Resina: é a mucilagem após a secagem. Prepara-se deixando as folhas penduradas com a base cortada para baixo por 1 ou 2 dias. Esse sumo é seco ao fogo ou ao sol, quando bem seco pode ser transformado em pó dissolvido em água com açúcar, como laxante.

Queda de cabelo, caspa, brilho no cabelo, combate a piolhos e lêndeas. Lave as folhas frescas, tire a casca, ficando somente com a polpa gosmenta e amarelada. Coloque 1 porção de polpa amarelada em um copo de água fervente, abafe por 15 minutos e coe com uma peneira.

Lave a cabeça e, em seguida, aplique a gosma no couro cabeludo, massageando ligeiramente. Deixe agir por 1 hora. Enxague a cabeça com água quente ou morna. No caso de piolhos ou lêndeas, passar o pente fino em seguida.

Aloe vera Planta – ADVERTÊNCIAS

O uso interno da babosa está contra-indicado para crianças, grávidas e durante a amamentação, assim como em pacientes com inflamações no útero ou ovários, hemorroidas, fissuras anais, pedras na bexiga, varizes, apendicite, prostatite, cistite, disenterias e nefrite.

É também muito importante que se verifique se a babosa é do tipo Aloe barbadensis Mill (sinônimo botânico da Aloe vera L.), pois esta é a mais indicada para o uso humano, sendo que as outras podem ser tóxicas e não devem ser consumidas.

Em doses altas, pode provocar vômitos e se transformar num purgativo drástico, sendo totalmente desaconselhável seu uso em crianças, onde os efeitos colaterais podem ser potencializados.

O uso interno prolongado provoca hipocalemia e favorece o surgimento de hemorroidas.

O consumo não deve ser indiscriminado, vez que pode provocar dores abdominais, fortes diarreias. Em doses muito elevadas, pode causar inflamação nos rins.

aloe-vera-planta-nutriela-chá-ellegance-60-sachês-guia-completo

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. ESALQ/USP: Cultivo de Horta Medicinal.
  2. PANNIZZA, S. Plantas que Curam. Ibrasa, São Paulo (SP). 1997.
  3. Terapia da Vida: Aloe verae seu princípio ativo.
  4. Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (FEPAGRO): Cultivo de três espécies de babosa.
  5. The Plant List: Aloe vera.
  6. Wikipédia: Aloe vera.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.