Chá de Aspargo (Guia Completo)

1

Chá de Aspargo: Benefícios, Indicações, Como Preparar, Propriedades Terapêuticas

Chá de Aspargo – Nativa do leste do Mediterrâneo e Ásia Menor, a planta é cultivada há mais de 2.000 anos como um vegetal e erva medicinal.

O aspargo é na realidade a parte terminal dos caules da planta (brotos tenros) que quando crescem ao abrigo da luz ficam brancos por não conterem clorofila.

O aspargo branco é mais usado na culinária, já para fins medicinais são preferíveis os verdes, que apresentam maior concentração de princípios ativos.

Tanto as raízes quanto os rebentos podem ser utilizados medicinalmente.

Os aspargos são conhecidos pelo seu poder purificante devido às suas propriedades diuréticas e drenantes que ajudam a eliminar o excesso de toxinas do corpo.

Além disso, o aspargo tem uma substância conhecida como asparagina ajuda a desintoxicar o corpo.

A espécie Asparagus officinalis tem sete variedades, todas comestíveis e boas fontes de substâncias nutritivas, minerais e vitaminas. É uma planta considerada “alimento funcional” pela quantidade de inulina que produz e, com funções probióticas e prebióticas, tendo portanto, um alto valor nutricional.

O chá de talo de aspargos, água do cozimento dos mesmos antes de usá-los para a culinária, tem um forte efeito diurético e depurativo sendo bastante utilizado em caso de mau funcionamento dos rins e problemas urinários. Essas duas funções combinadas permite o reequilíbrio das funções renais, a desintoxicação do organismo e, de certa maneira, até a desinfecção dos canais renais e urinários.

Também é bem indicado o chá de aspargos entre as refeições pois, seu consumo, refrescante e de sabor peculiar (algo como pimenta doce), dá sensação de saciedade aliado a poucas calorias sendo muito adequado como coadjuvante de dietas de redução de peso.

Os aspargos também são ricos em fibras que facilitam o funcionamento do intestino e a eliminação das fezes, o que também auxilia na eliminação de toxinas e previne doenças intestinais, como hemorroidas e câncer.

As raízes são colhidas no final da primavera, após os brotos serem retirados para uso alimentar e depois são secas para uso medicinal.

chá de aspargo nutriela chá ellegance 60 sachês guia completo

Chá de Aspargo – NOMENCLATURA POPULAR

Aspargo, espargo, espargos, aspargo-hortense e melindre.

Chá de Aspargo – NOMENCLATURA CIENTÍFICA

Asparagus officinalis L.

Chá de Aspargo – FÓRMULA

Componentes: caules tenros, raiz, sementes. 50 gramas

Quantidade: água 1L

Chá de Aspargo – ORIENTAÇÕES PARA O PREPARO

Infusão e Decocção. Usar 50 gramas de raiz/aspargo em 1 litro de água.

Chá de Aspargo – PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Diurético, laxante, depurativo, diaforético, aperiente, emoliente, antiespasmódico, sedativo, tônico, antibiótico.

Chá de Aspargo – INDICAÇÕES

Acalmar palpitações, acne, afecções do coração, asma, baço, cicatrizar pequenos ferimentos, distúrbio cardíaco, estimular o crescimento dos cabelos, estômago, evitar vômito, fígado, hidropsia, hipertrofia do coração, icterícia, inchaços do fígado e do baço, mau funcionamento dos rins, obstruções das vísceras abdominais, palpitações.

Chá de Aspargo – MODO DE USAR

Uso Interno. Acima de 12 anos. Depurativo do corpo. Decocção. Cozinhar 50 g de aspargo em um litro de água, deixar ferver por 15 minutos. A dose deve ser de 250 mL e é indicado tomar três vezes ao dia.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Efeito diurético. Infusão. Preparar a raiz seca em infusão, usar 50 g de raiz por litro de água. Tomar 3 xícaras por dia.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Decocção. Ferver 50 g de raízes de aspargo em um litro de água, deixar em repouso até esfriar e tomar três cálices por dia, entre as refeições principais, sem adoçar. Indicado para doenças do coração.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Decocção. Ferver 40 g de raízes de aspargo em três quartos de litro de água, deixar em repouso até esfriar e beber pela manhã, em jejum, e durante todo o dia. Indicado para hidropisia, obesidade, pessoas nervosas e excitáveis, diurético, sedativo, afecções do fígado, estômago e rins, palpitações cardíacas.

Chá de Aspargo – ADVERTÊNCIAS

O aspargo não deve ser utilizado durante a gravidez e amamentação. Também pode causar reação alérgica em pessoas que são sensíveis a outras plantas da família Liliaceae, incluindo cebola, alho, alho-poró e cebolinha.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. EMBRAPA: A cultura do aspargo
  2. ROGER, J.D.P. Plantas que curam – Enciclopédia das Plantas Medicinais. Publicadora Atlântico, V.1.
  3. Enciclopedia de Plantas Medicinales
  4. Henriette’s Herbal Homepage: Asparagus officinalis
  5. Plants for a Future: Asparagus officinalis
  6. The Plant List: Asparagus officinalis
  7. Wikipédia: Asparagus officinalis
Share.

1 comentário

  1. Pingback: Chá de Assa-peixe (Guia Completo) - Nutriela

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.