Chá de Cipó-insulina: É Bom Para Diabetes? Benefícios e Propriedades

4

Chá de Cipó-insulina: É Bom Para Diabetes? Benefícios e Propriedades

Chá de Cipó-insulina: o cipó-insulina é originário da América Tropical. Nativa da Região Amazônica (Norte do Brasil) onde é muito cultivada em jardins e hortas domésticas para fins ornamentais e medicinais.

Chá de Cipó-insulina É Bom Para Diabetes Benefícios e Propriedades

Chá de Cipó-insulina Benefícios:

O cipó-insulina é uma planta medicinal que pode ser indicada para controlar a diabetes, pois  contém elevada quantidade de flavonoides e canferol livre que podem ajudar a normalizar a glicemia no sangue.

O nome insulina vegetal foi dado pela população devido a crença de que ela seja capaz de controlar a diabetes, no entanto, sua atuação não está diretamente ligada à produção de insulina pelo pâncreas e ainda não é cientificamente comprovada.

Foram realizadas pesquisas utilizando a infusão de insulina vegetal preparada com 12 g das folhas e caules da insulina vegetal e 1 litro de água, deixando repousar por 10 minutos.

Depois de administrado foram realizados vários testes para avaliar a quantidade de glicose no sangue e os resultados não são conclusivos porque alguns estudos apontam que o resultado é positivo e outros, que o resultado é negativo e a insulina vegetal não tem qualquer efeito no controle da diabetes.

Por isso, antes de usar a insulina vegetal para o controle da diabetes é necessário que sejam realizados mais estudos científicos que demonstrem sua eficácia e segurança.

Em resumo, ainda existe muito que aprender sobre a Insulina vegatal (Cissus sicyoides), o famoso “Chá de Insulina Vegetal”.

O que sabemos hoje é que, embora ele tenha este nome, não tem nada a ver com a insulina que o corpo produz ou que tomamos para o tratamento do diabetes.

Parece que esta folha pode realmente ter efeitos benéficos sobre a glicose, mas ainda não conseguimos realmente demonstrar este efeito em humanos.

Além disso, também não se conhece um possível mecanismo para estes efeitos e nem mesmo conhecimento de todos os efeitos colaterais.

Chá de Cipó-insulina Nome Popular:

Cipó-insulina, cipó-insulina, insulina-vegetal, insulina, anil-trepador, cipó-pucá, cipó-puci, puçá, uva-branca, uva-do-mato.

Chá de Cipó-insulina Nome Científico:

Cissus sicyoides L.

Receita Chá de Cipó-insulina:

Componentes: folhas, talos e frutos. 1 colher (chá)

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Cipó-insulina:

Decocção. Usar 1 colher (chá) folhas, gavinhas em uma xícara de água.

Chá de Cipó-insulina Propriedades Medicinais:

Sudorífica, hipotensora, preventiva de derrame, antidiabética, anti-inflamatória, antirreumática, estomáquica, antibacteriana, emenagoga, anti-hemorroidaria.

Chá de Cipó-insulina Para que Serve:

O chá de cipó-insulina é bom para o tratamento de problemas cardíacos, incluindo taquicardia e pressão alta, além de hidropsia, gânglios inflamados, diabetes, problemas respiratórios, hepáticos e renais, ovários, anemia, derrame, tremores e como ativador da circulação sanguínea, epilepsia, furúnculos e abscessos.

Como Fazer Chá de Cipó-insulina:

Uso Interno. Acima 12 anos. Decocção. Preparar a partir da trituração das folhas, gavinhas e caules, colocar em água e ferver por 5 a 10 minutos. Usar 1 colher (chá) em uma xícara de água. Para obter 1 litro de chá usam de 5 a 8 folhas. Tomar de 1 a 2 xícaras por dia.

Uso Externo. Acima de 12 anos. Anti-inflamatório, recomenda-se amassar as folhas frescas e aplicar sobre a área afetada.

As folhas amassadas servem para furúnculos, enquanto que as folhas aquecidas são utilizadas em abscessos e gânglios inflamados.

Chá de Cipó-insulina Efeitos Colaterais e Contraindicações:

Evitar o uso em gestantes e lactantes.

O uso crônico de plantas medicinais pode causar problemas hepáticos, devido ao potencial tóxico que toda planta possui.

Além disso, o chá deve ser obtido de locais confiáveis, certificando-se que não há misturas de ervas.

O ideal é sempre consumir os produtos naturais com indicação e acompanhamento de médico ou nutricionista, e o uso dos remédios naturais não substitui o tratamento convencional da doença.

O melhor tratamento para a diabetes é manter uma alimentação saudável e adequada, com alimentos de baixo índice glicêmico, rica em fibras e antioxidantes, realizar exercícios físicos e quando prescrito pelo médico, o uso de medicamentos.

Veja também: 

Fontes Consultadas:

  1. LAMEIRA, O. A.; PINTO, J. E. B. P.; Ed. Plantas Medicinais: Do cultivo, manipulação e uso à recomendação popular. Belém, Pará: EMBRAPA Amazônia Oriental, 2008.
  2. Universidade Federal de Viçosa (2006). Cissus verticillata: informações etnofarmacológicas e anatomia dos órgãos vegetativos.
  3. Revista Brasileira de Farmacognosia (2002). Flavonoides de Cissus verticillata e a atividade hipoglicemiante do chá de suas folhas.
  4. ALBUQUERQUE, J.M. de. Plantas Medicinais de Uso Popular. Brasília: ABEAS/MEC, 1989.
  5. The Plant List: Cissus verticillata.
  6. Wikipédia (Inglês): Cissus verticillata.
Share.

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.