Chá de Crajiru: Combate Anemia e Tumores, Aumenta Plaquetas e Fortalece o Organismo

2

Chá de Crajiru: Combate Anemia e Tumores, Aumenta Plaquetas e Fortalece o Organismo

Chá de Crajiru: o crajiru é encontrado na Floresta Amazônica.

Chá de Crajiru para Anemia:

Pode ser utilizado para o tratamento de anemias causadas pela carência de ferro (anemia ferropriva), uma vez que possui grandes quantidades deste mineral.

Quando combinados com enzimas, os pigmentos do crajiru liberam agliconas, que apresentam atividade anticancerígena e antioxidante.

É comprovado cientificamente que o crajiru inibe o desenvolvimento das células tumorais e é excelente auxiliar no tratamento do câncer, além de facilitar a ação da quimioterapia ou da radioterapia.

Devido ao principio ativo chamado antocianina (antioxidante) presente em sua composição, o crajiru é capaz de combater os radicais livres que predispõem o aparecimento de doenças em geral.

Chá de Crajiru Combate Anemia e Tumores, Aumenta Plaquetas e Fortalece o Organismo Nutriela

Chá de Crajiru Combate Anemia e Tumores, Aumenta Plaquetas e Fortalece o Organismo

Chá de Crajiru Benefícios:

O chá de crajiru aumenta as plaquetas, hemoglobina, hemácias e leucócitos no organismo, além de reduz os efeitos colaterais decorrentes da radioterapia/quimioterapia, tais como enjoo, debilidade e doenças oportunistas.

As propriedades antitumoral e cicatrizantes são efetivas apenas quando não há tratamento enzimático, ou seja, a planta deve ser usada sob a forma de extratos ou chás para preservar este efeito.

O crajiru é considerado por estudiosos e especialistas como uma das mais poderosas no combate de diversas enfermidades, inclusive o câncer.

Promete ainda beneficiar diabéticos com ulcerações, pacientes imunodeprimidos e psoriáticos.

As folhas possuem propriedades anti-inflamatórias, particularmente nas infecções de origem uterinas.

O chá das folhas combate males do fígado, estômago e intestino, servindo para diarreias, leucemia, lavagem de feridas e atua também nos casos de anemias.

Algumas tribos fazem uma infusão das folhas, que é utilizada no tratamento de conjuntivite aguda. Para o ataque de insetos, utilizam uma pasta na forma de cataplasma.

A espécie Arrabidaea chica faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Devido à propriedade adstringente do extrato das folhas, este é utilizado na cosmética em forma de sabonete cremoso produzindo um efeito anti-acne (Takemura, 1995) e antifúngico (Barbosa & Quignard, 1998).

Uso Não Medicinal:

Após a fermentação, as folhas fornecem matéria corante vermelho-escuro ou vermelho-tijolo, isômero do ácido anísico, insolúvel na água e solúvel no álcool e no óleo, utilizada pelos índios para pintura do corpo e utensílios.

O crajiru é utilizado como pigmento para algodão, tendo sido exportado em pequena escala no início do século, como corante vermelho-americano.

Chá de Crajiru Nome Popular:

Crajiru, carajurú, capiranga, cipó-cruz, grajirú, crajurú, guarajurupiranga, pariri, piranga, calajouru, karajura, krawiru.

Inscreva-se

Chá de Crajiru Nome Científico:

Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) B. Verl.

Receita de Chá de Crajiru:

Componentes: flores, folhas e talos secos. 1 colher (chá)

Quantidade: água 250 mL

Chá de Crajiru Como Preparar:

Infusão. Usar 1 colher (chá) de folhas cortadas em pequenos pedaços em 250 mL água.

Chá de Crajiru Propriedades Medicinais:

Adstringente, antidiarreica, antileucêmica, antianêmica, anti-inflamatória, antidisentérica, emoliente, antidiabética, cicatrizante, desinfetante.

Chá de Crajiru Para que Serve:

O chá de crajiru é bom para tratamento de feridas, impigem, enfermidades da pele de diferentes origens, inflamações do útero e dos ovários, conjuntivite, cólicas intestinais, diarreia sanguínea, enterocolite.

Chá de Crajiru Como Fazer:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão (não ferver junto com a água). Usar 1 colher (chá) de folhas cortadas em pequenos pedaços para que as propriedades da erva sejam absorvidas em sua totalidade pela água.

Para uma xícara: despejar 250 ml de água fervente sobre 1 colher de chá de crajiru. Tomar uma xícara três vezes ao dia.

Para 1 litro: despejar 1 litro de água fervente sobre 1 colher de sopa de crajiru. Tampar e deixar em repouso até esfriar (cerca de 5 minutos). Coar o líquido e deixar em repouso por 12 horas para extrair melhor o extrato da erva.

O chá de crajiru preparado a partir de suas folhas verdes é um líquido vermelho de sabor neutro. Seus frutos eram comumente usados por indígenas para a pintura de corpos e objetos.

Uso Externo. Acima de 12 anos. Em casos de feridas na pele ou corrimentos vaginais, amasse as folhas, pique-as e bata no liquidificador com um pouco de água, e passe no local (deixe agir 30 minutos 3 vezes ao dia). Em caso de problemas vaginais, faça um banho de assento com a água ainda razoavelmente quente.

Chá de crajiru e transagem para tratamento de câncer no seio, leucemia e para doenças no útero:

Usar 4 a 5 folhas de crajiru e 1 colher (sopa) de transagem seca em  2 litros de água.

Ferver durante aproximadamente 20 minutos em panela (vidro ou esmaltada) tampada. Deixar esfriar e coar. Tomar pequenos goles (½ xícara) de 30 em 30 minutos durante o dia. Repetir o chá (fazer novo todo dia) durante no mínimo 10 dias.

Chá de Crajiru Efeitos Colaterais e Contraindicação:

Durante o tratamento é contraindicado consumir carne vermelha (é permitido comer frango e peixe).

Bebidas alcoólicas e refrigerantes também são vetadas.

Não fumar. É recomendado a ingestão de legumes e verduras e legumes e moderação em alimentos embutidos e enlatados.

Não foram relatados efeitos colaterais decorrentes do uso nas bibliografias consultadas.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. EMBRAPA Rondônia.
  2. Jornada de Iniciação Científica da Embrapa Amazônia Ocidental (2008): Produção de biomassa de folhas e caules de três tipos de Crajiru.
  3. Jornal da UNICAMP (2013): CPQBA testa fitoterápico para cicatrizaçãode lesões.
  4. Revista Brasileira de Plantas Medicinais.
  5. Revista Brasileira de Farmacognosia.
  6. The Plant List: Fridericia chica.
  7. Wikipédia: Crajiru.
Share.

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.