Chá de Guaraná: Aumenta Energia, Ajuda Emagrecer, Previne Doenças do Coração

2

Chá de Guaraná: Aumenta Energia, Ajuda Emagrecer, Previne Doenças do Coração

Chá de Guaraná: o guaraná é uma planta nativa da Amazônia, sendo que seu fruto é frequentemente utilizado em todo o território brasileiro para fazer sucos ou misturado com outros alimentos para aumentar os níveis de energia.

Chá de Guaraná Aumenta Energia, Ajuda Emagrecer, Previne Doenças do Coração

Chá de Guaraná Aumenta Energia, Ajuda Emagrecer, Previne Doenças do Coração

Chá de Guaraná Benefícios:

Muito utilizada como remédio caseiro para falta de energia, cansaço excessivo e falta de apetite.

O guaraná libera de forma mais lenta a energia que o corpo precisa para se sustentar, sendo em muitos casos mais eficiente que o próprio café.

A planta estimula o sistema nervoso central de forma direta e pode ser consumida em doses pequenas para aumentar os níveis de atividade corporal e combater a fadiga.

O guaraná é usado há séculos por tribos nativas da Floresta Amazônica em forma de chá para suprimir a fome e auxiliar na perda de peso (é nesse processo que estão envolvidas a liberação das gorduras dentro da corrente sanguínea, usadas como fonte de energia durante a atividade física).

Além dos efeitos para a perda de peso e aumento energético, o guaraná proporciona benefícios para aquelas pessoas que sofrem de constipação intestinal, diarreia e gases, já que ajuda a limpar e desintoxicar todo o sistema.

Outros Benefícios do Guaraná:

  • Acelera o metabolismo e queima gorduras;
  • Age como um afrodisíaco natural;
  • Aumenta a disponibilidade de energia;
  • Desintoxica o organismo;
  • Melhora a capacidade cognitiva e aumenta o alerta mental;
  • Reduz o apetite.

O guaraná tem uso científico comprovado como estimulante.

Na culinária, o guaraná é amplamente utilizado em bebidas energéticas, incluindo refrigerantes e sucos.

As sementes são pulverizadas, assadas e misturadas com água, formando assim barras que depois são drenadas e secas. Ocasionalmente, pode ser misturado com cacau.

Guaraná tem potencial antioxidante maior do que chá verde:

Pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública da USP revela potencial do guaraná na prevenção de doenças cardiovasculares, entre outras.

Ensaios clínicos com voluntários humanos saudáveis revelaram o guaraná como importante fonte de catequinas.

Efetivamente absorvidas, elas reduzem o estresse oxidativo no organismo, relacionado ao surgimento de doenças neurodegenerativas e cardiovasculares, diabetes e câncer, inflamações e envelhecimento precoce em virtude da morte de células, entre outras condições prejudiciais à saúde e ao bem-estar.

Os ensaios foram feitos no âmbito da pesquisa Bioacessibilidade, biodisponibilidade e atividade antioxidante de compostos fenólicos do Guaraná (Paullinia cupana) in vitro e in vivo, realizada com apoio da FAPESP e coordenada pela pesquisadora Lina Yonekura. (Fonte: Fapesp).

Chá de Guaraná Nome Popular:

Guaraná, uaraná, guaranazeiro, guaranauva, guaranaína.

Chá de Guaraná Nome Científico:

Paullinia cupana Kunth.

Receita Chá de Guaraná:

Componentes: folhas, sementes ou frutos (pó). 4 colheres (chá)

Quantidade: água 500 mL

Chá de Guaraná Como Preparar:

Infusão e Decocção. Usar 4 colheres (chá) do pó de guaraná em 500 ml água.

Chá de Guaraná Propriedades Medicinais:

Tônico estomacal, energético, estimulante, afrodisíaca, aperiente, antiesclerótica, antidiarreico.

Chá de Guaraná Para que Serve:

O chá de guaraná é bom para combater anorexia, arteriosclerose, atonia, cefaleia, depressão, desgaste físico e mental, diarreia, disenteria, dispepsia, dor muscular, enxaqueca, estômago, estresse, fadiga física e mental, fadiga motora e psíquica, febre, flora intestinal, função cerebral, gases, hemicrania (dor em um dos lados da cabeça), hemorragia, impotência sexual, infecções, males do estômago, mialgia, prevenir esclerose, prevenir insolações, prisão de ventre, problema gastro-intestinal, raciocínio, tonificar o coração.

Chá de Guaraná Como Fazer:

Uso Interno. Acima 12 anos. Infusão e Decocção. Diluir 4 colheres (chá) pó de guaraná em 500 mL de água fervente e deixar repousar por 15 minutos. Beber 2 a 3 xícaras por dia.

Mistura de pó de guaraná: o pó de guaraná pode ser misturado com sucos e água e a quantidade recomendada para pessoas adultas é de 0,5 g a 5 g por dia, dependendo da indicação do seu médico ou nutricionista.

Usa-se de preferência antes do desjejum ou antes de iniciar qualquer esforço físico ou mental.

Chá de Guaraná Efeitos Colaterais e Contraindicação:

Crianças, mulheres gestantes ou em lactação, cardíacos e hipertensos devem evitá-lo. Não tomar à noite porque pode tirar o sono.

Efeitos colaterais do guaraná: devido à teobromina, teofilina e guaranina (análogas à cafeína), pode causar dependência física e psicológica.

Essas substâncias agem nos receptores do sistema nervoso central (SNC) como as anfetaminas e a cocaína, entretanto, seus efeitos são bem mais fracos. Usado à longo prazo ou em doses excessivas pode causar insônia.

O guaraná é seguro para a grande maioria dos adultos que o consomem em pequenas quantidades, contudo, pode ser possivelmente inseguro e não indicado quando seu uso for feito via oral e com doses altas e por longos períodos.

Doses maiores que 250 ou 300mg por dia estão diretamente ligadas aos efeitos colaterais, que variam de acordo com a dosagem e podem acarretar em nervosismo, insônia, agitação, náuseas, irritação no estômago, vômitos, respiração acelerada, pressão arterial, tremores, diurese, delírios, dentre outras.

Doses muito altas podem causar dores de cabeça, agitação, zumbido no ouvido, batimentos cardíacos irregulares, cólicas no estômago, dores para urinar e ansiedade.

Pessoas que fazem uso contínuo também podem experimentar alguns outros sintomas como a abstinência de cafeína.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), 1ª ed. 2011.
  2. SOUSA, M. P.; MATOS, M. E. O.; MATOS, F. J. A . et al. Constituintes químicos de plantas medicinais brasileiras. Universitária. Fortaleza. 1991.
  3. SIMÕES, C. et al. Plantas da Medicina Popular no Rio Grande do Sul. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1986.
  4. The Plant List: Paullinia cupana.
  5. Wikipédia: Guaraná.
  6. Fapesp.
Share.

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.