Chá de Mentrasto: Combate Cólica Intestinal e Menstrual (TPM), Gases, Reumatismo

0

Chá de Mentrasto: Combate Cólica Intestinal e Menstrual (TPM), Gases, Reumatismo

Chá de Mentrasto: o mentrasto é uma planta nativa da América Central e Caribe, aparece desde o Sudeste da América do Norte até o Brasil Tropical e Subtropical nas áreas úmidas, é encontrada vastamente no Brasil, exceto no extremo sul.

Chá de Mentrasto Combate Cólica Intestinal e Menstrual (TPM), Gases, Reumatismo
Chá de Mentrasto Combate Cólica Intestinal e Menstrual (TPM), Gases, Reumatismo

Benefícios do Chá de Mentrasto:

Trata-se de uma planta com excelentes propriedades medicinais, sendo muito popular nas regiões do Norte e Nordeste do Brasil.

O mentrasto para fins terapêuticos pode ser utilizado na forma de flores, folhas ou sementes.

No caso de reumatismo, contusões e até mesmo artrose, podem ser feitas compressas com o chá de mentrasto no local da dor, para aliviar os sintomas.

Para fazer a compressa, basta embeber uma toalha limpa no chá de mentrasto e aplicar no local.

O mentrasto é uma planta medicinal que possui propriedades anti-reumáticas, anti-inflamatórias e cicatrizantes, sendo muito eficaz no tratamento de dores articulares, principalmente relacionadas com a artrose.

O chá de mentrasto pode ser utilizado para tratar a gripe e ainda diminuir as cólicas menstruais.

Princípio Ativo do Chá de Mentrasto:

O mentrasto possui óleo essencial, cumarinas, alcaloides, pigmentos e mucilagens.

Modo de Conservar:

As folhas e as flores podem ser utilizadas frescas ou secas à sombra, em lugar seco e ventilado. Armazenar em sacos de papel, de pano ou em vidros.

Mentrasto Nome Popular:

Mentrasto, catinga-de-bode, picão-roxo.

Mentrasto Nome Científico:

Ageratum conyzoides L.

Receita Chá de Mentrasto:

Componentes: partes aéreas sem as flores e folhas secas. 5 gramas

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Mentrasto:

Infusão. Usar 5 gramas de folhas secas em uma xícara de água.

Chá de Mentrasto Propriedades Medicinais:

Possui ação analgésica, antiespasmódica, anti-inflamatória, bactericida, relaxante muscular, inseticida, vulneraria, antioxidante, depurativa, febrífuga, digestiva, anti-hemorrágica, carminativa, diminui a formação de muco e laxante suave, antirreumática, antidiarreica, emenagogo, tônica.

Para que Serve Chá de Mentrasto:

O chá de mentrasto é indicado em casos de cólicas e gases intestinais, distensão do abdômen, cólica uterina, afecções das vias respiratórias (bronquites, muco branco, resfriados, tosse, rinite alérgica, sinusite), amenorreia, menopausa e TPM, afecções das vias urinárias, diminuir a febre, reumatismo agudo, artrose, contusões, dores musculares, diarreia crônica, fezes pastosas, disenteria, ulceras crônicas, caspa, além de ser suavizante e desodorizante dos cabelos.

Como Fazer Chá de Mentrasto:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Decocção. Para fazer o chá basta ferver 5 g de folhas secas de mentrasto em 150 ml de água e beber duas a três vezes por dia.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Decocção. Ferver 4 a 6 g das folhas frescas (duas a três folhas) em uma xícara de água filtrada. Tomar 2 a 3 xícaras por dia. Cólicas menstruais, resfriados, cólicas flatulênicas e uterinas, amenorreia.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 1 xícara (cafezinho) da planta seca picada em ½ litro de água. Tomar 1 xícara (chá) de 4 em 4 horas. Cólicas menstruais.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Pó. Artrose. Colocar 1 colher (café) do pó em água ou suco de frutas para cada dose a ser tomada. Tomar 3 a 4 vezes no dia.

Uso Externo. Acima de 12 anos. Decocção. Ferver 20 g da planta inteira em 1 litro de água. Deixe amornar e despeje numa vasilha para mergulhar os pés ou as mãos durante 20 minutos, 2 vezes ao dia ou usar em compressas. Reumatismo e artrose, função analgésica e anti-inflamatória.

Cataplasma de Mentrasto para reumatismo, dores localizadas no peito e nas costas, contusões. 

Em uma panela de água fervente, coloque uma peneira, de modo que a mesma não toque na água e sobre a peneira um pano.

Espalhe sobre o pano 3 colheres (sopa) de folhas e flores frescas fatiadas e abafe. Mantenha no vapor até que a erva esteja morna. Retire o pano com a erva, e aplique na parte dolorida do corpo. Cubra com outro pano e deixe atuar durante 2 horas ou toda a noite.

Xarope de Mentrasto:

O xarope é para uso interno e indicado para bronquite, tosse, catarro, gripe e febre.

Em 1 xícara (café) coloque 1 colher (sopa) de folhas e flores picadas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos, coe e acrescente 2 xícaras (café) de açúcar cristal. Leve ao fogo até dissolver o açúcar. Tome 1 colher (sopa), 2 a 3 vezes ao dia. Crianças dar somente metade da dose.

Tintura de Mentrasto para TPM:

A tintura é para uso interno e indicada para tratamento de menopausa, cólica menstrual e tensão pré-menstrual (TPM).

Coloque 3 colheres (sopa) de folhas e flores picadas em 1 garrafa de vinho branco. Deixe em maceração por 7 dias, agitando o líquido da garrafa de vez em quando e coe. Tomar 1 cálice (vinho), antes das principais refeições. No caso de cólicas e TPM, deve ser tomado 10 dias antes da menstruação.

Chá de Mentrasto Efeitos Colaterais e Contraindicação:

Não deve ser utilizado por pessoas com problemas hepáticos, pois contém alcalóides pirrolizidínicos que são hepatotóxicos.

Nunca usar por mais de três semanas consecutivas. Não ultrapassar as doses recomendadas.

A planta é contraindicada para diabéticos e pacientes com doenças hepáticas crônicas.

 Tratamentos longos devem ser interrompidos por uma semana a cada mês. Altas doses por longos períodos provoca hipertensão arterial.

chá de melhoral

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. Universidade de São Paulo/ESALQ (1999): Cultivo de Horta Medicinal.
  2. Revista Brasileira de Farmacognosia (2009): Atividade antitumoral do Ageratum conyzoides.
  3. Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC, 2007): Avaliação psicofarmacológica de Ageratum conyzoides.
  4. Plants for a Future: Ageratum conyzoides.
  5. CASTRO, L. O.; CHEMALE, V. M. Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares – Descrição e Cultivo. Livraria e Editora Agropecuária, Guaíba (RS). 1995.
  6. Tropilab Inc: Ageratum conyzoides.
  7. The Plant List: Ageratum conyzoides.
  8. Wikipédia: Ageratum conyzoides.
  9. Plantas que Curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1997.
  10. ALONSO, J., Tratado de Fitofármacos y Nutracêuticos, Ed. Corpus, 2004.
  11. ÁVILA, L. C. Índice terapêutico fitoterápico – ITF. 2 ed. Petrópolis, RJ, 2013.
  12. LORENZI, H.; MATOS, F.J.A. Plantas Medicinais no Brasil Nativas e Exóticas. 2ªed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2008.
  13. TESKE, M.; TRENTINI, A. M.M. Herbarium compêndio de fitoterapia. 3 ed. Curitiba, 1997.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.