Chá de Mil-folhas:Melhora a Circulação, Alivia Febre, Combate Varizes e Hemorroidas

0

Chá de Mil-folhas:Melhora a Circulação, Alivia Febre, Combate Varizes e Hemorroidas

Chá de Mil-folhas: a planta é originária da Europa, é cultivada em quase todo território brasileiro, podendo ser conhecida regionalmente com outros nomes.

Além de ser uma bela planta, com delicadas e pequenas flores claras, possui propriedades medicinais importantes para o tratamento e prevenção de diversas doenças.

Benefícios do Chá de Mil-folhas:

Chá de Mil-folhas Melhora a Circulação, Alivia Febre, Combate Varizes e Hemorroidas
Chá de Mil-folhasMelhora a Circulação, Alivia Febre, Combate Varizes e Hemorroidas

A mil-folhas ajuda a relaxar vasos sanguíneos periféricos, melhorando a circulação e ajuda baixar a pressão e combater varizes.

Suas propriedades diaforéticas ajudam a abrir os poros, auxiliando na eliminação de substâncias que o corpo não necessita, além de provocar à dilatação de vasos capilares, melhorando a circulação sanguínea e combatendo a queda de cabelo.

Devido a sua ação analgésica e calmante, possui o poder de aliviar febres, gripes, resfriados e principalmente dores de cabeça.

É um excelente diurético, útil na desintoxicação do organismo, reduz a incontinência urinária, estimula uma boa circulação sanguínea e trata de problemas como hemorroidas, dor na bexiga  e gases.

A sudorese causada pela mil-folhas pode ser útil para aliviar os sintomas de febres e constipações.

O uso do chá de mil-folhas juntamente com a flor de sabugueiro e hortelã-pimenta é um ótimo remédio para combater resfriados.

A erva, cujo um dos nomes populares é “novalgina”, contém várias substâncias anti-inflamatórias, como o azulene e o ácido salicílico.

A mil-folhas, preparado como infuso e tintura, tem uso científico comprovado como antidispéptico, antiflatulento, anti-inflamatório, colerético e antiespasmódico.

Mulheres que sofrem com cólicas menstruais ou ciclos irregulares se beneficiam com o uso da erva e notam que ocorre a diminuição dos incômodos e melhora na regularização do ciclo menstrual.

A mil-folhas é empregada na indústria alimentícia como um ingrediente básico na fabricação de licores e aromatizantes.

As sumidades floridas colhidas em regiões montanhosas possuem um aroma mais intenso, portanto, é preferida pelos especialistas.

A colheita das sumidades floridas deve ser feita quando estão em plena floração.

A espécie Achillea millefolium faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Princípio Ativo do Chá de Mil-folhas:

O chá de mil-folhas contém óleos essenciais, flavonoides, taninos, mucilagens, resinas, cumarinas, sais minerais, ácidos orgânicos e princípio amargo.

Modo de conservar a Mil-folhas:

Deve-se amarrar os cachos das flores e pendurar em varais, para secagem à sombra, em local ventilado e sem umidade. Guardar em recipientes de vidro, ao abrigo da luz.

Mil-folhas Nome Popular:

Mil-folhas, mil-em-rama, milefólio, aquiléia, erva-de-carpinteiro, atroveran, erva-dos-carreteiros, erva-de-cortaduras, mil-folhada, novalgina, nariz-sangrento, erva-dos-militares, pronto-alívio.

Mil-folhas Nome Científico:

Achillea millefolium L.

Receita Chá de Mil-folhas:

Componentes: partes aéreas secas. 1 a 2 colheres (sopa)

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Mil-folhas:

Infusão. Usar 1 a 2 colheres (sopa) da planta seca em uma xícara de água.

Chá de Mil-folhas Propriedades Medicinais:

Antiespasmódica, aperiente, antidispéptico, estomáquica, expectorante, cicatrizante, anti-inflamatória, antirreumática, antiflatulento, colerético.

Para que Serve Chá de Mil-folhas:

Na medicina popular, a aplicação direta das folhas frescas no local da ferida ou corte ajuda a estancar sangramentos, formando uma crosta no lugar da aplicação.

As folhas frescas colocadas no nariz ajudam a combater hemorragias nasais e amenizam enxaquecas. A inalação da erva enquanto é fervida trata a asma e a febre. O vapor do cozimento da folha é usado para retirar a oleosidade da pele.

A decocção já foi usada para tratar todos os tipos de ferimentos externos, pele com rachaduras ou mamilos doloridos. Em forma de lavagem para eczema.

Esfregado na pele pode repelir insetos. Compressas são indicadas para varizes e para tratamento de hemorroidas.

A folha fresca mastigada pode aliviar dor de dente. Em forma de líquido para limpeza bucal ou garganta inflamada e a aplicação direta em picadas de aranha.

Dispepsia, úlceras internas, varizes, cólicas menstruais, amenorreia, celulite, hemorragias, diarreia, ferimentos, queimaduras, hemorroidas.

Dieta Alcalina Funciona Por Que Todo Mundo Quer Saber Sobre Essa Dieta Você Precisa Ler Isto Primeiro!

Como Fazer Chá de Mil-folhas:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 1 a 2 colheres (sopa) da planta seca em uma xícara de água, tomar 1 a 2 xícaras de chá ao dia entre as refeições.

Uso Externo. Decocção. Usar o chá para lavar feridas, ulcerações e hemorroidas, sob a forma de compressas. 

Uso Externo. Sumo. Preparado com a planta fresca previamente lavada, colocado sobre ferimentos e ulcerações.

Uso Interno. Infusão. Estimulante das funções digestivas (estomacal e intestinal), gases intestinais, cálculo renal. Em 1 xícara (chá) coloque 1 colher (sobremesa) de sumidades floridas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara 2 vezes ao dia.

Uso interno. Tintura. Menopausa, cólica menstrual, estimulante das funções digestivas (estomacal e intestinal), gases intestinais, cálculo renal. Coloque 2 colheres (sopa) de sumidades floridas em 1 xícara (chá) de álcool de cereais a 60%. Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 colher (café), diluído em um pouco de água, 2 vezes ao dia.

Uso Externo. Decocção. Prostatite, fissuras anais, hemorroidas. Coloque 2 colheres (sopa) de sumidades floridas em ½ litros de água em fervura. Desligue o fogo e coe. Adicione à água morna e faça banho de assento, durante 15 minutos. No caso de prostatite, procure esvaziar a bexiga na água do banho, e para as fissuras anais e hemorroidas, faça massagens suaves.

Uso Externo. Cataplasma. Dores reumáticas, cólicas menstruais, cólicas renais. Em uma panela de água fervente, coloque uma peneira, de modo que a mesma não toque na água e, sobre a peneira, um pano. Espalhe sobre o pano 3 colheres (sopa) de sumidades floridas e abafe. Espere que o vapor da água quente amorne o pano e as flores. Ainda morno, aplique o pano com as flores nas partes doloridas, cubra com outro pano e deixe agir por 15 minutos, 3 vezes ao dia.  

Chá de Mil-folhas Efeitos Colaterais e Contraindicação:

O uso excessivo pode causar fotossensibilidade de pele.

O uso da planta fresca deve ser feito com muito cuidado, pois o suco, em contato com a pele, quando exposta ao sol, pode desenvolver fotossensibilização.

O consumo interno em abundância pode trazer algum efeito leve psicotrópico, podendo ocorrer mudanças na cor e intensidade da luz ao redor ou até mesmo causar vertigem e dores de cabeça em algumas pessoas.

Não deve ser utilizado durante a gravidez e tampouco na época do nascimento do bebê, pois pode interferir na placenta. Não de ser consumido por crianças.

A urina pode ficar com um tom castanho após a utilização da erva, no entanto, isso não é motivo para preocupação.

Não deve ser utilizado por indivíduos portadores de úlceras gastroduodenais ou oclusão das vias biliares.

O uso acima das doses recomendadas pode causar cefaleia e inflamação.

O uso prolongado pode provocar reações alérgicas. Caso ocorra um desses sintomas, suspender o uso e consultar um especialista.

O uso é contraindicado aos portadores de sensibilidade à planta.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. USP/ESALQ (1999): Cultivo de horta medicinal.
  2. CASTRO, L. O.; CHEMALE, V. M. Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares – Descrição e Cultivo. Livraria e Editora Agropecuária, Guaíba (RS). 1995.
  3. The Plant List: Achillea millefolium.
  4. Green Light Plant: Achillea millefolium.
  5. Wikipédia: Milefólio.
  6. Plantas que Curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1997.
  7. Candan, Ferda, et al. “Antioxidant and antimicrobial activity of the essential oil and methanol extracts of Achillea millefolium subsp. millefolium Afan.(Asteraceae).” Journal of ethnopharmacology 87.2-3 (2003): 215-220.
  8. Chandler, R. F., S. N. Hooper, and Mh J. Harvey. “Ethnobotany and phytochemistry of yarrow, Achillea millefolium, Compositae.” Economic botany 36.2 (1982): 203-223.
  9. Dias, Maria Inês, et al. “Chemical composition of wild and commercial Achillea millefolium L. and bioactivity of the methanolic extract, infusion and decoction.” Food chemistry 141.4 (2013): 4152-4160.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.