Chá de Pêssego: Antioxidante, Cicatrizante da Pele, Expectorante, Diurético

0

Chá de Pêssego: Antioxidante, Cicatrizante da Pele, Expectorante, Diurético

Chá de Pêssego: o pêssego é uma fruta de origem da Pérsia e da China. Foi introduzido no Brasil por volta de 1532, vindo da Ilha da Madeira, em Portugal, seu nome científico é Prunus persica.

O pêssego ajuda a nutrir o corpo e por isso é uma excelente fonte de vitaminas, minerais e fitonutrientes.

O pêssego é um dos melhores antioxidantes entre as frutas, através do betacaroteno e vitaminas C e B12, esses nutrientes se mantém presentes no chá de pêssego.

Chá de Pêssego Antioxidante, Cicatrizante da Pele, Expectorante, Diurético
Chá de Pêssego Antioxidante, Cicatrizante da Pele, Expectorante, Diurético

Benefícios do Chá de Pêssego:

O consumo do chá de pêssego também regula e colabora no processo de absorção de ferro, prevenindo doenças respiratórias, sangramentos da gengiva e uma melhora da saúde do sangue.

O chá de pêssego é muito indicado para pessoas que passaram por algum tipo de cirurgia recente, trabalhando de forma rápida e eficiente na cicatrização da pele, evitando o aparecimento de queloides.

O suco do pêssego é diurético, estimulante, nutritivo e ajuda o intestino. Suas folhas e flores são usadas para fazer infusão contra vômitos no período da gravidez, má digestão, dor de cabeça e como laxante.

Partes diferentes do pessegueiro possuem efeitos diferentes:

Sementes possuem ação anti-inflamatória, antitumoral;

Casca, folhas e sementes tem ação demulcente, laxativa e sedativo;

Casca e folha tem ação diurética e expectorante;

Sementes tem ação emenagoga.

Igualmente, partes diferentes possuem indicações específicas:

No caso de bronquites e tosses são usadas cascas e folhas;

As sementes em forma de unguento, são úteis para danos traumáticos e menstruações atrasadas;

As flores do pessegueiro são usadas para náuseas e parasitas.

chá de pêssego

Alguns estudos procuram comprovar a eficácia do pêssego como um agente antitumoral.

Acredita-se que os glicosídeos cianogênicos do pessegueiro são capazes de auxiliar na produção de antígenos que combatam os tumores.

O pêssego também possui extrato etanólico, substância que inibe a reação das inflamações causadas por processos alérgicos.

As flores do pessegueiro têm capacidade de proteger a pele dos danos nocivos causados pelos raios solares ultravioletas (UVB).

Alguns cosméticos utilizam o extrato das flores de pêssego em suas composições. A fruta é usada como uma máscara facial.

Uma pequena quantidade de folhas são usadas como um remédio natural para indisposição matinal.

Em forma de cataplasma, são aplicadas em feridas, úlceras externas, afecções cutâneas e herpes.

As propriedades curativas mais valorizadas da semente de pêssego tem relação com seu efeito de promover a circulação sanguínea.

Do mesmo modo, pode ser útil para tratar o fluxo menstrual escasso ou até mesmo a ausência de menstruação nas mulheres.

O lubrificante das sementes pode lubrificar o intestino, manter o intestino liso e melhorar a função intestinal.

Modo de Conservar:

As folhas são secas à sombra, em local ventilado e sem umidade. Armazenar em sacos de papel, pano ou em vidros. Os frutos podem ser consumidos frescos, em conservas ou geleias.

Princípios Ativos do Chá de Pêssego:

O chá de pêssego contém os seguintes princípios ativos: glicosídeo cianogenético (amigdalina), emulsina, taninos, mucilagens e óleo essencial.

Pêssego Nome Popular:

Pessegueiro, pêssego.

Pêssego Nome Científico:

Prunus persica (L.) Batsch.

Receita Chá de Pêssego:

Componentes: folhas, flores, frutos. 20 gramas de folhas

Quantidade: água 1L

Como Preparar Chá de Pêssego:

Infusão. Usar 20 g de folhas em 1 litro de água fervente.

Chá de Pêssego Propriedades Medicinais:

Anti-inflamatória, antitumoral, demulcente, diurético, emenagoga, expectorante, laxativa leve e sedativa.

Para que Serve Chá de Pêssego:

Diabetes, hemorragia (útero, bexiga), vômitos na gravidez.

A infusão das folhas e sementes é calmante e as flores são usualmente utilizadas como laxante suave.

As folhas do pessegueiro podem ser usadas como remédio natural para indisposição matinal, em forma de cataplasma e são aplicadas em feridas.

Como Fazer Chá de Pêssego:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 20 g de folhas em 1 litro de água fervente. Coloque a água em um recipiente e leve ao fogo. Quando atingir o ponto de fervura coloque as folhas do pessegueiro. Aguarde 10 minutos. Desligue o fogo e deixe esfriar. Caso necessário, coe a mistura.

Uso Interno. Decocção. Usar 4 pêssegos médios maduros e picados (com casca e sem semente) em 500 ml de água. Mel ou adoçante a gosto. Ferva todos os ingredientes por aproximadamente 20 minutos em fogo brando e peneire. Sirva morno ou gelado. O chá pode ser conservado na geladeira.

Uso Externo. Compressa. Erupções Cutâneas, Contusões, Antifúngico. Em um pilão, coloque 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas e amasse bem. Espalhe sobre um pano ou gaze e aplique como compressa na região afetada ou irritada.

Uso Interno. Infusão. Calmante da Tosse, Diurético, Estimulante Respiratório. Em 1 xícara (chá), coloque 1 colher (sobremesa) de folhas bem picadas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara (chá), de 2 a 3 vezes ao dia.

Diurético, Regulador das Funções Intestinais:

Lave muito bem 3 frutos e corte em dois pedaços, retire a casca e o caroço, coma em jejum.

Máscara Facial Tônica de Pêssego:

Lave muito bem 2 pêssegos, corte-os pela metade e retire a casca e o caroço. Em um recipiente, coloque as metades dos frutos e adicione ½ copo de leite.

Esmague os frutos e acrescente 1 colher (sopa) de farinha de trigo ou de arroz. Misture bem, até a consistência de uma pasta. Lave o rosto e aplique essa pasta, com exceção da região dos olhos. Deixe agir por 30 minutos e enxague com água morna.

Chá de Pêssego Efeitos Colaterais e Contraindicação:

O fruto possui substâncias como o salicilato e sulfito, que podem causar alergias em pessoas mais sensíveis.

As sementes de pêssego possuem amigdalina, substância que pode ser transformada em ácido cianídrico no organismo, estimulante e posteriormente paralisando o sistema nervoso central.

Além disso, o ácido hidrociânico possui efeito anestésico local na pele e efeito estimulante sobre as mucosas.

O consumo do chá das folhas deve ser realizado sob a supervisão médica e moderado, pois contém toxinas (glicosídeo cianogenético) e podem provocar distúrbios do sono e desequilíbrio em geral, entretanto, dentro das doses indicadas, não provoca efeitos colaterais.

O cianeto é encontrado no interior das sementes e é considerado um dos venenos mais potentes do reino vegetal.

chá de pêssego

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. Kashyap, D., S. Kumar, and V. Dhatwalia. “Review on phytochemical and pharmacological properties of Prunus persica Linn.” Asian Pacific Journal of Pharmaceutical Applied Sciences 2 (2015): 5-11.
  2. Peach. Global Supplier Marketer Of Cosmetic Food Ingredients. Centerchem.
  3. Fukuda, T., Ito, H., Mukainaka, T., Tokuda, H., Nishino, H., & Yoshida, T. (2003). Anti-tumor promoting effect of glycosides from Prunus persica seeds. Biological and Pharmaceutical Bulletin, 26(2), 271-273.
  4. Plantas que Curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1997.
  5. The Plant List: Prunus persica.
  6. Wikipédia: Pessegueiro.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.