Chá de Picão-preto: Anti-inflamatório, Combate Hipertensão, Úlcera, Diabetes e Amigdalite

0

Chá de Picão-preto: Anti-inflamatório, Combate Hipertensão, Úlcera, Diabetes e Amigdalite

Chá de Picão-preto: o picão-preto é uma planta nativa da Floresta Amazônica e outras áreas tropicais da América do Sul, África, Caribe e as Filipinas.

Normalmente, o picão-preto cresce nas regiões quentes da América do Sul e, por isso é muito frequente no Brasil.

A planta tem longo histórico de uso entre os povos indígenas da Amazônia. Geralmente é preparada em decocção ou infusão para uso interno, pode ser esmagada para uso externo na forma de cataplasma.

Chá de Picão-preto Anti-inflamatório, Combate Hipertensão, Úlcera, Diabetes e Amigdalite
Chá de Picão-preto Anti-inflamatório, Combate Hipertensão, Úlcera, Diabetes e Amigdalite

Benefícios do Chá de Picão-preto:

O picão-preto é uma das plantas medicinais mais conhecidas da América do Sul, amplamente utilizada no tratamento de inúmeras doenças dentre as quais inflamação, hipertensão, úlceras, diabetes e infecções de todos os tipos, que estão sendo validadas pela moderna pesquisa científica.

Na medicina Herbal Brasileira é usado para febres, malária, hepatite, diabetes, dor de garganta, amigdalite, obstruções no fígado (e outras doenças do fígado), infecções urinárias e corrimento vaginal.

A infusão ou decocção de toda a planta em gargarejos é indicada para amigdalite e faringite.

Externamente é usado em feridas, infecções fúngicas, úlceras, assaduras, picadas de insetos e hemorroidas.

Especialistas relatam o uso de picão-preto para normalizar os níveis de insulina e de bilirrubina no pâncreas, fígado e sangue.

O picão-preto é uma planta medicinal utilizada para tratar inflamações, como artrite, dor de garganta ou dor muscular, devido às suas excelentes propriedades anti-inflamatórias.

O picão-preto é uma espécie considerada Planta Alimentícia Não Convencional (PANC).

Na África Subsaariana, os brotos e folhas jovens do picão-preto frescas ou secas são fonte de alimento para os nativos, principalmente em tempos de escassez de alimentos.

Há estudos que apontam o potencial antitumoral da Bidens pilosa, usada na medicina popular brasileira.

A fração de clorofórmio da planta apresenta uma atividade antitumoral considerável que dá esperanças em relação à cura de cânceres.

A espécie Bidens pilosa faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Picão-preto Nome Popular:

Picão-preto, amor-seco, carrapicho-picão, pico-pico, picão-amarelo, picão-das-horas, picão-do-campo, carrapicho-de-agulha, pica-pica, amor-de-mulher.

Picão-preto Nome Científico:

Bidens pilosa  L.

Receita Chá de Picão-preto:

Componentes: toda a planta. 5 gramas

Quantidade: água 500 mL

Como Preparar Chá de Picão-preto:

Infusão das folhas. Usar 5 gramas da erva (1 colher sopa) em ½ litro de água fervente.

Decocção. Usar 10 colheres (chá) de folhas em 1 litro de água.

Chá de Picão-preto Propriedades Medicinais:

Bactericida, fungicida, estimulante, antiescorbútico, antiodontálgico, antidisentérico, antidiabético, antileucorreico, anti-helmíntico, vulnerário.

chá de picão-preto

Para que Serve Chá de Picão-preto:

O chá de picão-preto tem propriedade anti-inflamatória e indicado para tratamento de dismenorreia, infecções urinária e vaginais, vulnerária (em feridas).

Folhas e raízes são indicadas para a pressão arterial elevada, além de auxiliar em problemas digestivos, amarelão, diabetes, pedras nos rins, vesícula e bexiga, asma, bronquite e disenteria.

Cura inflamações amigdaloides, feridas e úlceras.

Folhas e frutos para tratamento de diabetes. Febre aftosa, angina, distúrbios menstruais, hepatite, laringite, vermes intestinais, inflamação, hepatite alcoólica, dores (cabeça, dente, garganta), feridas, lacerações, proteger o fígado, malária, corrimento vaginal, hemorroidas. 

Como Fazer Chá de Picão-preto:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 5 gramas da erva (1 colher sopa) em ½ litro de água fervente. Tomar 2 a 3 xícaras ao dia.

Uso Externo. Acima 12 anos. Decocção. Usar 10 colheres (chá) de folhas em 1 litro de água. Indicado para abluções, compressas tópicas ou gargarejos para amigdalite e faringite.

Uso Interno. Infusão. Gargarejos. Garganta inflamada, amigdalite ou faringite. Para ser utilizado nestas ocasiões, basta preparar a infusão, deixar esfriar até ficar morna e gargarejar cerca de 3 vezes por dia.

Uso Externo. Compressas mornas. Infusão. Ajudam acalmar situações de reumatismo e dor muscular. Para preparar basta preparar a infusão de picão-preto, deixar esfriar até ficar mornar, mergulhar compressas ou gaze limpa na mistura e depois aplicar sobre as articulações ou músculos doloridos, feridas, úlceras, hemorroidas, assaduras e picadas de insetos.

Suco de folhas frescas, contusas: fazer compressas em feridas e úlceras.

Banho. Utilizar a mesma fórmula da decocção, fazer 2 vezes ao dia: vulnerário e anti-séptico.

chá de picão-preto

Chá de Picão-preto Efeitos Colaterais e Contraindicação:

O uso do picão-preto não deve ser misturado com outros remédios diluidores do sangue, pois a erva contém cumarinas.

Pessoas sensíveis ou alérgicas à cafeína devem evitar o uso da planta. Diabéticos e hipertensos devem utilizar a planta apenas sob supervisão médica.

Contraindicado para pessoas que tem alergia a plantas da família asteraceae. Evitar o uso em grávidas.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. MOREIRA, H.J.C; BRAGANÇA, H. B. N. Manual de Identificação de Plantas Infestantes. FMC Agricultural Products, São Paulo (SP). 2011.
  2. MORS, W. B et. alli. Medicinal Plants of Brazil. Reference Publications, Inc.,  Algonac, Michigan. 2000.
  3. Go Botany: Bidens pilosa.
  4. Plants for a Future: Bidens pilosa.
  5. Tropical Plant Database (Raintree): picão-preto.
  6. The Plant List: Bidens pilosa.
  7. Wikipédia: Bidens pilosa.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.