Chá De Poejo: Digestivo, Combate Gripe, Resfriado, Aftas e Gases, Estimula o Fígado

0

Chá De Poejo: Digestivo, Combate Gripe, Resfriado, Aftas e Gases, Estimula o Fígado

Chá de Poejo: o poejo é uma planta medicinal originária da Europa, Região Mediterrânea e Ásia, é muito utilizada como digestivo e no combate às gripes e resfriados.

O poejo é uma planta aromática, sendo frequentemente encontrado em locais úmidos, à beira de rios ou riachos. 

O poejo possui aroma intenso e penetrante, por ser adstringente, contrai os tecidos e tende a secar as mucosas, quando em contato com a boca pode produzir sensação de aspereza.

Chá De Poejo Digestivo, Combate Gripe, Resfriado, Aftas e Gases, Estimula o Fígado
Chá De Poejo Digestivo, Combate Gripe, Resfriado, Aftas e Gases, Estimula o Fígado

Benefícios do Chá de Poejo:

O chá de poejo é indicado contra problemas nas vias respiratórias, cólica, gases nos bebês, fraqueza, insônia e debilidade do sistema nervoso.

Internamente é indicado para expulsar o excesso de gases do intestino ou estômago e externamente é indicado para afecções da pele, feridas, coceiras e picadas de inseto.

Tem a capacidade de estimular o fígado aumentando a secreção da bílis, mas deve-se tomar com prudência devido a forte presença de componentes tóxicos como pulegona e isopulegona.

Usado como erva de banho para tratar reumatismo. Guirlandas da erva já foram usadas para tratar vertigens e dores de cabeça.

O óleo essencial do poejo (ou até mesmo a queima da erva) age como repelente, sendo que, ambas as variedades (europeia e americana) são eficazes para repelir pulgas e outros insetos, contudo, não é indicado adicionar o óleo essencial em loções para a pele ou diretamente no pelo do animal de estimação.

Ao invés disso, o recomendado é polvilhar o óleo sobre almofadas, tapetes e camas para animais.

Não confundir essa espécie com outra também conhecida como poejo, poejinho ou poejo-miúdo, a Cunila microcephala.

A espécie Mentha pulegium faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Modo de Conservar:

Os ramos floridos, juntamente com as folhas, são secos à sombra, em local ventilado. Guardar em sacos de papel ou em vidros.

Princípios Ativos do Poejo:

O poejo contém óleo essencial (carvona, pulegona e mentol), e taninos.

Poejo Nome Popular:

Poejo, erva-de-são-lourenço, poejo-real, menta-selvagem, poejo-das-hortas.

Poejo Nome Científico:

Mentha pulegium L.

Receita Chá de Poejo:

Componentes: partes aéreas. 1 colher (sobremesa)

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Poejo:

Infusão. Usar 1 colher (sobremesa ) em uma xícara de água.

Chá de Poejo Propriedades Medicinais:

Carminativo, adstringente, digestivo, vermífugo, expectorante, antisséptico, antiespasmódico, emenagogo, diaforético.

chá de pêssego

Para que Serve Chá de Poejo:

O chá de poejo é indicado para afecções respiratórias como expectorante. Estimulante do apetite, perturbações digestivas, espasmos gastrointestinais, cálculos biliares e colecistite.

O chá de poejo pode ajudar a promover menstruações atrasadas devido a resfriados, além de ajudar a melhorar os sintomas de gripes e resfriados e reduzir a febre devido sua ação diaforética.

Como Fazer Chá de Poejo:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 20 g de planta fresca em 1 litro de água, ou 4 a 5 gramas por xícara de chá, ou ainda 1 a 2 g da planta seca por xícara de chá. Tomar 1 a 2 xícaras por dia. O infuso deve ser tomado 10 minutos antes das refeições, juntamente com o suco de ½ limão.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Digestivo. Tônico Estomacal (estimula a secreção gástrica). Cólicas e Gases Intestinais. Em 1 xícara (chá), coloque 2 colheres (sopa) de folhas e flores picadas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara (chá), 10 minutos antes das principais refeições.

Uso Interno. Infusão. Afecções bucais (feridas, sapinhos e aftas). Coloque 1 colher (sopa) de folhas e flores picadas em 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo e abafe por 15 minutos. Coe e adicione 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio. Faça bochechos de 2 a 3 vezes ao dia.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Tosses (expectorante e protetor da mucosa). Em 1 xícara (chá), coloque 1 colher (sopa) de folhas e flores picadas, 1 colher (sopa) de quiabo bem fatiado e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos, coe e adoce com um pouco de mel. Tome 1 xícara (chá), de 1 a 3 vezes ao dia. Para crianças dar somente metade da dose.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Gases intestinais, dores estomacais. Usar 2 colheres  (sopa) de folhas secas ou o dobro de folhas frescas, em 1 litro de água. Tomar 2 xícaras ao dia.

Uso Externo. Acima de 12 anos. Infusão. Na medicina popular, é usado em forma de lavagem para tratar catapora, urticárias, coceiras na pele, sarampo, caxumbas, psoríase, sarna e herpes.

Uso Externo. Decocção. Banho Estimulante. Coloque 5 colheres (sopa) de folhas picadas em 2 litros de água em fervura. Deixe ferver por 10 minutos. Em seguida, coe e adicione 2 colheres (sopa) de sal grosso e espere dissolver. Acrescente à água morna do banho. Faça banho de imersão por 15 minutos.

Chá de Poejo Efeitos Colaterais e Contraindicação:

Como chá, o seu uso interno dentro das recomendações indicadas, não possui contraindicação.

O poejo não deve ser utilizado durante a gravidez e lactação, vez que pode agir um abortivo.

Dosagens imprecisas ou automedicação podem causar hemorragias durante a gestação.

Também não deve ser usado no caso de doenças renais e hemorragias menstruais pesadas.

Pode causar reações alérgicas em peles muito sensíveis.

Doses grandes podem causar vertigens e letargia. O óleo essencial do poejo pode causar dermatite de contato e possui toxicidade, não devendo ser utilizado sem a supervisão de um profissional da saúde.

Não é indicado para crianças menores de 6 anos.

Toxicologia: acredita-se que a pulegona cause efeito tóxico em altas doses. Devido à presença do borneol, não se recomenda o uso de planta por grávidas, especialmente nos 3 primeiros meses.

Contraindica-se o uso prolongado e a inalação. A administração em doses e tempo de uso acima dos recomendados pode promover danos no fígado e ocasionar problemas na gravidez.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. ALONSO, J. Tratado de Fitofármaco y Nutracéuticos. Editora Corpus: Argentina, 1ªEd., 2004.
  2. ÁVILA, L. C. Índice terapêutico fitoterápico – ITF. 2 ed. Petrópolis, RJ, 2013.
  3. LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas Medicinais no Brasil. Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda: Nova Odessa – SP, 2002.
  4. Plantas que Curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1997.
  5. MONTEIRO, Ana; et al. Os Poejos na boa Cozinha Portuguesa. 2ª edição. Instituto Superior de Agronomia Escola Superior Agrária de Elvas, ISApress, 2008.
  6. ESALQ/USP (1999): Cultivo de Horta Medicinal.
  7. Botanical Online: Propiedades del poleo.
  8. BALBACH, A. As Plantas que Curam. 2 ed. São Paulo: Editora Missionária, 1992.
  9. The Plant List: Mentha pulegium.
  10. Wikipédia: Poejo.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.