Chá de Quebra-pedra: Elimina Cálculos Renais, Combate Diabetes, Ácido Úrico, Hepatite

0

Chá de Quebra-pedra: Elimina Cálculos Renais, Combate Diabetes, Ácido Úrico, Hepatite

Chá de Quebra-pedra: a planta tem fama devido sua ação contra pedras nos rins e é originária da Europa e da Ásia.

O gênero Phyllanthus significa “folha e flor” porque a flor, assim como o fruto, parece se confundir um com o outro e contém mais de 600 espécies de arbustos, árvores e ervas anuais ou bienais distribuídas pelas regiões tropicais e subtropicais de ambos os hemisférios.

Chá de Quebra-pedra Elimina Cálculos Renais, Combate Diabetes, Ácido Úrico, Hepatite
Chá de Quebra-pedra Elimina Cálculos Renais, Combate Diabetes, Ácido Úrico, Hepatite

Benefícios do Chá de Quebra-pedra:

A quebra-pedra é amplamente usada na América do Sul, onde é considerada o remédio mais popular para pedra na bexiga e nos rins.

O chá de quebra-pedra é indicado para inflamações nos rins, fígado e vesícula, elimina cálculos renais, combate diabetes, ácido úrico, problemas de próstata e hepatite.

Em estudo clínico, o extrato de quebra-pedra foi capaz de bloquear a formação de cristais de oxalato de cálcio (pedras nos rins).

Em 2002, pesquisadores trataram durante 42 dias ratos com bexigas com cristais de oxalato de cálcio utilizando o chá de quebra-pedras. Os resultados indicaram que a quebra-pedras inibiu a quantidade e crescimento das pedras no grupo controle.

Em outro estudo, de 2003, pesquisadores concluíram que o quebra-pedra pode prevenir a formação de cálculos renais, sendo uma alternativa natural de prevenção e tratamento da urolitíase.

O efeito antiespasmódico da planta inclui o relaxamento da musculatura lisa no trato urinário ou biliar, auxiliando na expulsão de cálculos renais ou na bexiga.

A quebra-pedra aumenta a secreção de ácidos biliares na vesícula biliar, reduzindo significativamente os níveis de colesterol e triglicérides.

Chá de Pau-ferro

A quebra-pedra tem uso científico comprovado como litolítico nos casos de litíase urinária.

Pode ajudar na diminuição acentuada nos níveis de açúcar no sangue, agindo em terminações nervosas expostas a alta concentração de açúcar no sangue (altas concentrações podem levar a neuropatia diabética e degeneração macular).

Tais propriedades hipoglicemiantes da planta foram conferidas em parte a presença de ácido elágico.

Na medicina natural peruana também é utilizada para a hepatite, infecções do trato urinário e como diurético.

No Brasil é um excelente remédio para diminuir o ácido úrico, remover pedras nos rins e contra hidropsia urinária (retenção hídrica).

A Phyllanthus spp (P. amarus, P.niruri, P. tenellus e P. urinaria) faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Quebra-pedra Nome Popular:

Quebra-pedra, erva-pombinha, erva-de-bombinha, arrebenta-pedra, erva-de-quebrante.

Quebra-pedra Nome Científico:

Phyllanthus niruri L.

Receita Chá de Quebra-pedra:

Componentes: partes aéreas secas. 3 g

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Quebra-pedra:

Infusão. Usar 3g da erva em uma xícara de água.

Chá de Quebra-pedra Propriedades Medicinais:

Adstringente, litolítica, analgésica, anti-séptica, antiblenorrágica, antidiarreica, antiespasmódica, anti-hipertensora, anti-hipercolesterolêmica, anti-hepatite B, anti-hepatotóxica, anti-inflamatória, anti-hidrópica, antilítica, anti-infecciosa das vias urinárias, anti-nefrítica.

Além de ser anti-ictérica, antidiabética, antitumoral, anticancerígena, antiviral, aperiente, citostática, desobstruente, diurética, estomáquica, febrífuga, hepatoprotetora, hipoglicêmica, purgativa, relaxante, sedativa, sudorífica, tônica, vermífuga.

Para que Serve Chá de Quebra-pedra:

Infecções da bexiga, doenças hepáticas, articulações dolorosas, cistite, doenças da próstata, distúrbios renais, hepatite, diabetes e como relaxante muscular.

A ação analgésica e relaxante muscular de seus alcaloides ajuda na expulsão dos cálculos renais, por atuar no relaxamento dos ureteres.

Na Índia é usada como remédio caseiro para asma, bronquite, tosse, sede extrema, anemia e tuberculose.

Nas Bahamas, onde é chamada de grama ou terra-furacão, serve para estimular o apetite, constipação, febre tifoide, gripe e resfriados.

A medicina tradicional chinesa recomenda-a como um excelente hepatoprotetor, especialmente em pessoas que se recuperam de hepatite B.

Litolítico nos casos de litíase urinária. Contra indicado na eliminação de cálculos grandes.

Como Fazer Chá de Quebra-pedra:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 1 xícara (cafezinho) da planta fresca picada em ½ litro de água. Tomar 1 xícara de chá 6 vezes ao dia.

Uso Interno. Acima 12 anos. Decocção. Indicado para relaxamento dos ureteres. Usar 2 plantas inteiras em ½ litro de água. Tomar várias vezes ao dia. Suspender por 2 semanas o uso do decocto após 10 dias de uso contínuo.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão e Decocção. Usar 20 a 30g por litro. Tomar 1 a 2 xícaras por dia.

Chá de Quebra-pedra Efeitos Colaterais e Contraindicação:

O chá de quebra-pedra está contraindicado para crianças menores de 6 anos e para mulheres grávidas ou que amamentam porque ela possui propriedades que atravessam a placenta e chegam até o bebê podendo causar aborto, e também passa pelo leite materno mudando o sabor do leite.

Além disso, não se deve tomar este chá por mais de 3 meses seguidos, devendo-se dar uma pausa de pelo menos 2 semanas antes de recomeçar o tratamento com a quebra-pedra.

Concentrações acima das recomendadas podem causar diarreia e hipotensão arterial.

A quebra-pedra pode aumentar o efeito da diabetes (pode interagir com outros remédios antidiabéticos ou até potencializar os efeitos da insulina, pressão alta e de outros diuréticos).

A planta tem sido indicada como redutor da fertilidade feminina (contraceptivo).

Pessoas com condições cardíacas frágeis só devem utilizar a planta sob recomendação e supervisão médica.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), 1ª ed. 2011.
  2. International Braz. J. Urol (2010): Phyllanthus niruri as a promising alternative treatment for nephrolithiasis.
  3. The Plant List: Phyllanthus niruri.
  4. Wikipédia: Quebra-pedra.
  5. BOIM Mirian; HEILBERG Ita; SCHOR Nestor. Phyllanthus niruri as a promising alternative treatment for nephrolithiasis. International Braz J Urol. 36. 6; 657-664, 2010.
  6. AL ZARZOUR Raghdaa et al. Phyllanthus Niruri Standardized Extract Alleviates the Progression of Non-Alcoholic Fatty Liver Disease and Decreases Atherosclerotic Risk in Sprague–Dawley Rats. Nutrients. 9. 7; 2017.
  7. DE AQUINO Eronita. Nutrição & Fitoterapia: Tratamento alternativo através das plantas. 2º. Brasil: Vozes, 2011. 214-215.
  8. SAU HAR Lee. Antimetastatic Effects of Phyllanthus on Human Lung (A549) and Breast (MCF-7) Cancer Cell Lines. 6. 6; Plos one, 2011.
  9. Freitas, A. M., Nestor Schor, and Mirian Aparecida Boim. “The effect of Phyllanthus niruri on urinary inhibitors of calcium oxalate crystallization and other factors associated with renal stone formation.” BJU international 89.9 (2002): 829-834.
  10. Barros, M. E., N. Schor, and M. A. Boim. “Effects of an aqueous extract from Phyllantus niruri on calcium oxalate crystallization in vitro.” Urological research 30.6 (2003): 374-379.
  11. Sharma, Megha, et al. “University of Rajasthan, Jaipur.” Chem. Abstr. Vol. 137. No. 24. 2002.
  12. Nishiura, J. L., et al. “Phyllanthus niruri normalizes elevated urinary calcium levels in calcium stone forming (CSF) patients.” Urological research 32.5 (2004): 362-366.
  13. ÁVILA, L. C. Índice terapêutico fitoterápico – ITF. 2 ed. Petrópolis, RJ, 2013.
  14. LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas medicinais no Brasil: nativas e exóticas cultivadas. 2 ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2008.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.