Chá de Tanchagem: Anti-inflamatório da Garganta, Útero e Intestino, Antisséptico

0

Chá de Tanchagem: Anti-inflamatório da Garganta, Útero e Intestino, Antisséptico

Chá de Tanchagem: planta nativa da maior parte da Europa, Centro e Norte da Ásia. A tanchagem é amplamente naturalizada em outras partes do mundo, onde é uma erva daninha comum.

Os indígenas das Guianas usam o decocto de suas flores em mistura com Chenopodium ambrosioides, a conhecida “erva-de-santa-maria” do Sul, ou mastruço do Nordeste, para tratar problemas menstruais.

Chá de Tanchagem Anti-inflamatório da Garganta, Útero e Intestino, Antisséptico
Chá de Tanchagem Anti-inflamatório da Garganta, Útero e Intestino, Antisséptico

Benefícios da Tanchagem:

É uma planta medicinal muito utilizada para fazer remédios caseiros para tratar gripes, resfriados e inflamações da garganta, útero e intestino.

A Plantago spp é utilizada na medicina alternativa tradicionalmente para aliviar febres e remover o excesso de líquidos do corpo. Diminui a inflamação e irritação nos tecidos.

O cataplasma é usado tradicionalmente para dores de dente e em forma de unta para feridas, hemorragia, febre, picadas de abelha, hemorroidas e sumagre-venenoso. Gargarejo para dores de garganta. Em forma de colírio para blefarite e conjuntivite.

A tanchagem pode ser usada na forma de banhos que auxiliam a próstata, o combate das hemorroidas, doenças cutâneas, infecções genitais, inflamações oculares e feridas.

A tanchagem é uma alternativa mais segura ao confrei, que possui propriedades medicinais semelhantes, mas é tóxico e pode causar lesões graves no fígado e até mesmo lesões ósseas.

Os taninos da planta são considerados adstringentes, o que faz com que a tanchagem ajude a estancar sangramentos e controlar o fluxo menstrual, colite, diarreia, disenteria, vômitos e incontinência. Contém ácido salicílico, precursor da aspirina, que ajuda a aliviar dores físicas e musculares.

A tanchagem tem uso científico comprovado como anti-inflamatório e antisséptico da cavidade bucal.

A tanchagem é considerada uma Planta Alimentícia Não Convencional (PANC).

Um estudo sobre as quantidades de proteínas, açúcares, vitaminas e minerais classifica suas folhas como alimentícias e, considerando a falta de toxicidade de doses de até 25 g da planta por litro de água, recomenda-se o seu uso como medicação anti-hipertensiva e contra inflamações.

Há diversas espécies de tanchagem, todas possuem valor medicinal.

A espécie Plantago major faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Modo de Conservar a Tanchagem:

As folhas e as sementes da tanchagem são secas ao sol, em local ventilado e sem umidade. Conservar em sacos de papel ou de pano.

Princípios Ativos da Tanchagem:

A planta possui mucilagens (xilose, galactose e ácido galacturônico), taninos, sais minerais, ácidos orgânicos e saponinas.

A mucilagem tem a propriedade de reter a água, aumentar e estimular o movimento intestinal e formar o bolo fecal.

Tanchagem Nome Popular:

Tanchagem, tanchagem-maior, tanchás, tachá, tansagem, tranchagem, transagem, sete-nervos, tançagem, tanchagem-média, plantagem.

Tanchagem Nome Científico:

Plantago major L.

Receita Chá de Tanchagem:

Componentes: folhas secas. 6 – 9 g

Quantidade: água 150 mL

Como Preparar Chá de Tanchagem:

Infusão. Usar de 6 a 9 gramas de folhas secas em uma xícara de água fervente.

Chá de Tanchagem Propriedades Medicinais:

Anti-inflamatório, antisséptico, expectorante, antidiarreica, cicatrizante, adstringente, emoliente, depurativa, laxativa.

Para que Serve o Chá de Tanchagem:

As partes aéreas da tanchagem podem ser usadas, por via oral, em caso de doenças respiratórias e infecções das vias respiratórias, já que o chá de tanchagem atua como fluidificante das secreções brônquicas, alivia a tosse e pode ser utilizado em gargarejos para tratar afecções da boca e da garganta, como aftas, faringite, amigdalite e laringite.

O chá de tanchagem também pode ser usado para aliviar infecções urinárias, perdas de urina durante o sono, problemas de fígado, azia, espasmos de estômago, diarreia e como diurético para reduzir a retenção de líquidos.

Além disso, também pode ser usado na pele para curar feridas, já que ajuda na cicatrização e coagulação do sangue, e para tratar furúnculos.

Como Fazer o Chá de Tanchagem:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Infecções bucofaringeanas e problemas gastrintestinais. Usar 1 xícara (cafezinho) de folhas frescas picadas em ½ litro de água fervente. Tomar 1 xícara de chá a cada 6 h para infecções bucofaringeanas e 1 xícara a cada 8 h para problemas gastrintestinais.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Laxante suave. Usar 1 colher (sopa) de sementes em uma xícara de água fervente. Deixar uma noite em maceração. No dia seguinte, em jejum, tomar uma xícara.

Uso Externo. Infusão. Anti-inflamatório e antisséptico da cavidade oral. Usar de 6 a 9 gramas de folhas secas em uma xícara de água fervente. Após higienização, aplicar o infuso com auxílio de algodão sobre o local afetado, 3 vezes ao dia. Fazer bochechos ou gargarejos três vezes ao dia.

Advertência: não deve ser utilizado em pacientes com hipotensão arterial, obstrução intestinal e por gestantes. Não engolir o produto após o bochecho e gargarejo. Não utilizar a casca da semente.

Uso Externo. Infusão. Afecções da boca, garganta, gengivite, parotidite. Usar 1 xícara (cafezinho) de folhas frescas picadas em ½ litro de água. Acrescentar à infusão 1 colher de sopa de sal comum. Gargarejar 3 vezes ao dia.

Uso Externo. Cicatrização de feridas. Preparar por cataplasma. Colocar as folhas frescas amassadas sobre as feridas.

Pomada de Tanchagem (Cataplasma):

Indicada para feridas e picadas de insetos. Lave muito bem as folhas frescas e enxugue. Em um pilão, coloque 3 colheres (sopa) de folhas picadas.

Amasse bem, adicione 1 colher (sobremesa) de glicerina e misture. Espalhe sobre um pano, gaze ou um chumaço de algodão e aplique sobre o local afetado, de 1 a 2 vezes ao dia.

Chá de Tanchagem Efeitos Colaterais e Contraindicação:

Não apresenta toxicidade nas doses recomendadas.

A tanchagem é contraindicada para pacientes com hipotensão arterial, obstrução intestinal e mulheres grávidas.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. ESALQ/USP (1999): Cultivo de horta medicinal.
  2. Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), 1ª ed. 2011.
  3. Robineau, L. G. (Ed). 1995. Hacia uma farmacopea caribena / Tramil 7. Enda-Caribe UAG & Universidad de Antioquia, Santo Domingo, 696 p.
  4. Grenand, P.; Moretti, C. & Jacquemin, H. 1987. Pharmacopées Traditionnelles em Guyane : Créoles, Palikur, Wayâpi. Editorial L’ORSTOM, Paris, France, Coll. Mem. No. 108.
  5. Plantas que Curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1997.
  6. CORDEIRO, R. et all. Plantas que Curam. Editora Três, São Paulo (SP). 1996.
  7. ALONSO J. Tratado de Fitofármacos y Neutracéuticos, 1°ed, Argentina, 2004.
  8. ÁVILA, L. C. Índice terapêutico fitoterápico – ITF. 2 ed. Petrópolis, RJ, 2013
  9. LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas medicinais no Brasil: nativas e exóticas cultivadas. 2 ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2008.
  10. TESKE, M.; TRENTINI, A. M.M. Herbarium compêndio de fitoterapia. 3 ed. Curitiba, 1997.
  11. DE AQUINO Eronita. Nutrição & Fitoterapia: Tratamento alternativo através das plantas. 2º. Brasil: Vozes, 2011. 229-231.
  12. MCINTYRE Anne. Guia completo de Fitoterapia. 1º. Brasil: Pensamento, 2010.
  13. Portal Educação (2013): O valor medicinal da tanchagem.
  14. The Plant List: Plantago major.
  15. Wikipédia: Plantago major.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.