Chá de Urucum: Expectorante, Combate Asma, Tosse e Bronquite, Digestivo e Laxante

0

Chá de Urucum: Expectorante, Combate Asma, Tosse e Bronquite, Digestivo e Laxante

Chá de Urucum: o urucum é nativo da Amazônia Brasileira e pode ser encontrado principalmente na América do Sul, Caribe e outras áreas onde o clima é tropical ou subtropical.

Os indígenas utilizam os arilos das sementes como matéria tintorial para a pintura dos corpos em rituais, como proteção contra insetos e queimaduras por exposição ao sol e para tingimento de tecidos e utensílios caseiros de palha e barro.

Chá de Urucum: Expectorante, Combate Asma, Tosse e Bronquite, Digestivo e Laxante
Chá de Urucum Expectorante, Combate Asma, Tosse e Bronquite, Digestivo e Laxante

No Brasil, a tintura de urucum em pó é conhecida como colorau, é usada na culinária para realçar a cor dos alimentos.

Esta espécie vegetal ainda é cultivada por suas belas flores e frutos atrativos.

Ao passar urucum na pele ele penetra nos poros. Ao longo do tempo, a pele passa a ter uma tonalidade avermelhada constante e definitiva, pois os poros se entopem de urucum e não conseguem mais eliminá-lo.

Na primeira expedição ao Brasil em 1500, em carta encaminhada à Coroa Portuguesa, já eram feitas referências às pinturas feita com o urucum pelos indígenas da costa da Bahia, indicando este fato que a planta já era cultivada nessa época, uma vez que não ocorre na estado nativo naquela região.

O arilo da semente que in natura ou preparado sob a forma de pasta ou pó, constitui objeto de comércio, tendo sido chamado de ouro vermelho.

O arilo ou polpa da semente fornece dois corantes naturais: a bixina que é vermelha, e somente é solúvel nos óleos fixos e a olerina que é amarela e solúvel em água.

Benefícios do Urucum:

O fruto é rico em cálcio, fósforo, ferro, aminoácidos e vitaminas B2, B3, A e C. Contém cianidina, ácidos elágico e salicílico, saponinas e taninos, fitoquímicos que ajudam a prevenir e tratar doenças.

Alguns dos benefícios do urucum que mais chamam a atenção incluem a sua capacidade de promover uma boa digestão, fortalecer ossos, diminuir febres, ajudar no tratamento de algumas doenças, ajudar na saúde dos olhos, eliminar dores de cabeça e reduzir náuseas.

O chá das sementes de urucum atua como laxante, expectorante, para queimaduras, males do estômago e do coração, seu extrato pode ser usado para eliminar o veneno da mandioca brava.

chá de urtiga-branca

Modo de Conservar:

As sementes podem ser utilizadas frescas ou secas ao sol, em local ventilado e sem umidade. Armazenar em potes de porcelana ou vidro escuro bem tampados.

Princípios Ativos do Urucum:

A planta contém óleos essenciais, carotenoides (bixina, orelina)ácido tomentósico, flavonoides (apigenina, luteolina), vitaminas e acçúcares.

Urucum Nome Popular:

Urucum, urucu, colorau, urucuzeiro, açafroa-da-bahia, achiote, analto.

Urucum Nome Científico:

Bixa orellana  L.

Receita de Chá de Urucum:

Componentes: sementes, folhas e raízes. 10 gramas

Quantidade: água 1L

Como Preparar o Chá de Urucum:

Infusão e Decocção. Usar 10 g de raiz, folhas ou sementes para 1 litro de água.

Chá de Urucum Propriedades Medicinais:

Expectorante, diurética, afrodisíaca , hipotensor, vermífugo, afrodisíaco, digestivo.

Para que Serve o Chá de Urucum:

Na medicina caseira é utilizada como expectorante limpando o muco acumulado e combatendo a asma, tosse e bronquite.

O urucum é amplamente utilizado como corante e condimento na cozinha nordestina.

O chá das folhas também regula o nível do colesterol, trata hepatite, malária, diminui a pressão sanguínea e combate os efeitos de mordida de cobras venenosas.

As sementes do urucum são estomáquicas, tonificantes do aparelho gastrointestinal, antidiarreica, antifebril. Indicadas para palpitações do coração, crises de asma, coqueluche, gripe, afecções intestinais e estomacais, tais como prisão de ventre e constipação intestinal; nas afecções respiratórias, tais como a bronquite e amidalite, indicado no tratamento de anemias. Tem ação diurética e afrodisíaca.

Externamente é usado nas queimaduras, em bronzeadores e como um repelente natural contra insetos.

chá de urucum

Como Fazer o Chá de Urucum:

Uso Interno. Acima de 12 anos. Infusão. Usar 10g de raiz ou sementes para 1 litro de água. Tomar de 1 a 3 xícaras ao dia. As sementes são empregadas na forma de chá, maceradas em água fria ou como xarope.

Uso Interno. Acima de 12 anos. Decocção. Ferver 10 folhas em 1 litro de água por 10 minutos. Dividir esse volume em 3 partes, que devem ser consumidas de manhã, à tarde e à noite.

Uso Interno. Decocção. Para tratar hemorroida. Deve-se ferver 1 vagem seca em 1 xícara de água e beber pelo menos 3 vezes na semana, até quando necessário.

Uso Externo. Decocção. Ferver 10 folhas em 1 litro de água por 10 minutos e aplicar de maneira tópica várias vezes no dia.

Uso Externo. Maceração. Sarna, piolhos, pé de atleta (fungo). Coloque 2 colheres (sopa) de sementes em 1 xícara (chá) de álcool de cereais a 70%. Deixe em maceração por 8 dias e coe. Aplique nas partes afetadas, com um chumaço de algodão.

Bronzeador de Urucum:

Em um pilão, coloque 1 colher (sopa) de sementes. Esmague bem, triturando-as. Acrescente em seguida 1 xícara (café) de óleo mineral ou glicerina. Misture esses ingredientes e, em seguida, coe com um pano fino. Acondicione em um recipiente de vidro. Aplique sobre a pele ao se submeter aos raios solares.

Xarope de Urucum:

O xarope é indicado para tosses, bronquites, gripes e catarros. Em um pilão, coloque 1 colher (sopa) de sementes. Amasse bem e acrescente 1 xícara (café) de água. Leve ao fogo e deixe ferver por 10 minutos.

Coe e acrescente ao líquido 2 xícaras (café) de açúcar. Misture e leve novamente ao fogo até formar um xarope. Tome 1 colher (sopa), 3 vezes ao dia. Para crianças dar somente metade da dose.

Chá de Urucum Efeitos Colaterais e Contraindicação:

O consumo das sementes ou da raiz pode ser abortivo.

Nas doses usuais não foram observados efeitos adversos. Em doses muito elevadas podem causar um efeito purgante e hepatotóxico.

É contraindicado para gestantes, nutrizes, diabéticos e pessoas hipersensíveis, que fazem tratamentos psiquiátricos.

Veja também:

Fontes Consultadas:

  1. BIESKI, I. G. C. Urucuzeiro. Universidade Federal de Lavras, 2005.
  2. ALONSO J. Tratado de Fitofármacos y Neutracéuticos, 1°ed, Argentina, 2004.
  3. CORRÊA, M. P. Dicionário das Plantas Úteis do Brasil. IBDF. 1984.
  4. Plantas que curam. Cheiro de Mato. Sylvio Panizza. 1998.
  5. PR VADEMECUM DE PRECRIPCIÓN DE PLANTAS MEDICINALES. 3ª edição. 1998.
  6. Boorhem, R. L. et. al. 1999. Reader’s Digest – Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais. Reader’s Digest Brasil Ltda. Rio de Janeiro, 416 p.
  7. Plantas Medicinais no Brasil. Nativas e Exóticas. Harry Lorenzi. 2008.
  8. Plant Resources of Tropical Africa (PROTA): Bixa orellana.
  9. Infobibos: Etnobotância e Taxonomia do Urucuzeiro.
  10. The Plant List: Bixa orellana.
  11. Wikipédia: Urucum.
Share.

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.