DHA e EPA Guia Completo: Como Tomar e Por que?

1

DHA e EPA Guia Completo: Como Tomar e Por que?

Quando falamos em ômega 3 logo aparecem as siglas ALA, DHA e EPA, mas o que elas significam?

O ômega 3 é um dos nutrientes mais estudados de todos os tempos, com cerca de 30.000 publicações científicas que comprovam uma série de benefícios de saúde diferentes relacionados a esse tipo de gordura.

O ômega 3 representa uma família de ácidos graxos essenciais (ácidos gordurosos) que não podem ser fabricados no nosso organismo, sendo que eles se dividem em três tipos: ácido alfa-linolênico (ALA), ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA).

Os ômega 3 são primordiais para a formação de membranas celulares e manutenção do equilíbrio das funções orgânicas (papel estrutural e funcional). Interferem na atividade das enzimas ligadas às membranas, sendo sua presença fundamental para a ação das aminas sobre seus receptores.

O ômega 3 é extremamente importante para a saúde do coração,  cérebro e saúde ocular em todas as fases da vida; na verdade, o nosso coração, cérebro e olhos contêm o mais alto conteúdo de ômega 3 em comparação com outras partes do corpo humano.

dha e epa dha ultra anew omeganew nutriela

DHA e EPA: conheça esses ácidos graxos da família ômega 3

O ômega 3 é um conjunto de gorduras, dos quais fazem parte o EPA (ácido eicosapentaenóico) e o DHA (ácido docosahexaenoico) considerados do tipo ácidos graxos poli-insaturados. São encontrados em maior quantidade em alimentos como peixes, frutos do mar e óleo de peixe.

O DHA e EPA são boas fontes de gorduras que trazem diversos benefícios à saúde. Como não produzimos nem o EPA nem o DHA, é necessário consumi-los através da alimentação ou verificar a necessidade de suplementação.

DHA e EPA Para Que Servem?

Agora que já sabe o que é DHA e EPA, conheça os benefícios:

EPA

O EPA pode apresentar benefícios para a saúde cardiovascular e a circulação já que além de ser anti-inflamatório, também pode impedir que as plaquetas se unam formando trombos (coágulos) que podem causar trombose e derrame cerebral (AVC).

Além disso, o EPA pode ser interessante para pessoas que apresentam sintomas ou doenças de caráter inflamatório, como celulite, obesidade e artrite reumatoide.

O EPA (ácido eicosapentaenoico) tem ação anti-inflamatória no nosso organismo, já que auxilia as reações enzimáticas responsáveis pela produção de prostaglandinas E3, uma substância que faz parte das nossas defesas contra as inflamações por ajudar a neutralizar a atividade pró-inflamatória de outras moléculas semelhantes

Um dos principais benefícios do EPA é auxiliar a saúde do coração e a circulação sanguínea, evitando a formação de trombos (coágulos) no sangue e diminuindo os riscos de trombose e de acidente vascular cerebral. Indivíduos que possuem doenças de caráter inflamatório, como celulite, obesidade, lúpus e artrite reumatoide, poderão se beneficiar ainda mais do consumo de EPA.

DHA

O DHA (ácido docosa-hexaenoico) é considerado um ótimo alimento para o cérebro e memória, já que grande parte do cérebro é composto por gorduras.

Em relação aos benefícios, o DHA contém propriedade antioxidante e está envolvido com diversos processos cognitivos, além da correta sinalização entre os neurônios.

Há estudos que afirmam que o DHA pode impedir a formação de substâncias deletérias para o cérebro e aumentar a produção de substâncias anti-inflamatórias e neuroprotetoras, tendo efeito protetor contra doenças neurodegenerativas como Alzheimer e Parkinson.

O DHA também tem papel importante no desenvolvimento fetal, além de fazer parte da retina dos olhos.

O DHA possui ação antioxidante e é o ácido graxo mais benéfico para a saúde do cérebro, já que favorece a cognição e as conexões entre os neurônios, beneficiando a memória, atenção, raciocínio, imaginação, juízo e diversos outros aspectos relacionados à nossa mente.

De fato, um estudo que forneceu 900mg de DHA durante seis meses para um grupo de pessoas sugere que a suplementação de DHA neste nível pode apoiar a memória de adultos saudáveis com 55 anos ou mais (baseado em um estudo clínico usando 900mg DHA por dia durante seis meses em adultos saudáveis com uma queixa de memória leve).

Você deve obter doses de DHA e EPA através dos alimentos que você come e dos suplementos que você consome. Infelizmente, a dieta ocidental típica inclui muito pouco DHA e EPA, porém, a crescente conscientização das fontes dietéticas de DHA e EPA e a inclusão desses ômegas em certos alimentos enriquecidos e suplementos está tornando mais fácil para as pessoas incluírem este importante nutriente em suas dietas todos os dias.

dha e epa dha ultra anew omeganew nutriela

ALA

O ALA, ácido alfa-linolênico, é um ômega 3 essencial de cadeia curta e de origem vegetal e os nossos corpos também não podem produzi-lo por conta própria, sendo necessária a sua ingestão através dos alimentos.

O ALA pode ser convertido em DHA ou em EPA depois de ser ingerido. Ele é encontrado em sementes como chia, linhaça e sementes de abóbora e oleaginosas como as nozes, além disso ele também está presente em pequenas quantidades em outras fontes vegetais, tais como o espinafre e a couve.

Nosso corpo possui enzimas que convertem o ALA em DHA e EPA, porém, tem sido verificado que a atividade dessas enzimas é diminuída por fatores como tabagismo, consumo de álcool, diabetes, estresse, ingestão elevada de gorduras trans, e, principalmente, pelo envelhecimento.

O estresse, por exemplo, libera hormônios como as catecolaminas e os glicocorticoides, que são inibidores da delta-6-dessaturase. Sendo assim, é essencial que tenhamos uma preocupação maior não apenas com a qualidade das gorduras que ingerimos, mas também com a adoção de bons hábitos como a prática de esportes, gestão do estresse, qualidade de vida e alimentação equilibrada.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo de EPA e DHA diário de 0,3 a 0,5 gramas e uma ingestão diária de ALA de 0,8 a 1,1 gramas. Mas fique atento à qualidade e procedência dos seus ômegas, certifique-se de que sejam livres de metais tóxicos, caso contrário, você estará consumindo um produto que poderá te causar danos a longo prazo.

Outra coisa importante quando for consumir suplementos de ômega 3 é ler os rótulos dos produtos, pois a concentração varia muito conforme a marca e procedência, então observe a relação de DHA e EPA em sua composição!

Existem diversas composições de Ômega 3, a mais encontrada é 18/12, com 18% de EPA e 12% de DHA , mas além desta já estão disponíveis no mercado outras composições com maior dosagem, como a 33/22, a 40/20, dentre outras, quanto maior elas forem, mais saúde pra você!

Para que ocorra produção de DHA em quantidades adequadas, seria necessária a ingestão de grandes porções de alimentos fonte, como aproximadamente 15 latas de atum ou sardinha ao dia, o que aparentemente é inviável.

Por isso, em muitos casos a suplementação de ômega 3 é importante. Mas, lembre-se: mesmo suplementando, nada substitui uma alimentação saudável e equilibrada. Até porque não se deve visar apenas a absorção de um nutriente isolado, mas sim de todos.

DHA e EPA ou somente DHA? Qual a melhor opção?

Uma dúvida frequente trata-se de qual suplementação de ômega 3 é a mais recomendada: DHA e EPA ou somente DHA?

Para a saúde em geral, recomenda-se uma suplementação que contenha três partes de EPA para cada duas partes de DHA, por exemplo, para cada 300mg de EPA, 200mg de DHA.

Tal proporção reproduz a quantidade de DHA e EPA  encontrada naturalmente nos peixes oleosos de águas frias e profundas. No entanto, dependendo do objetivo, suas proporções podem variar.

  • Quando há necessidade de uma ação anti-inflamatória geral potencializada, é recomendada uma proporção maior de EPA.
  • Quando se deseja uma ação mais direcionada ao cérebro e aos olhos, maiores quantidades de DHA são recomendadas.

Clique aqui para conhecer o DHA Ultra Anew com a maior relação (70/10) de DHA e EPA no mercado!

Conheça DHA Ultra Anew – Óleo de Peixe – DHA 70% EPA 10%

O DHA Ultra Anew é um complemento alimentar de ácidos graxos poli-insaturados Ômega 3 que concentra 70% de DHA (ácido docosahexaenoico) e 10% de EPA (eicosapentaenoico).

Inúmeras pesquisas têm demonstrado a importância da suplementação de ácidos graxos essenciais Ômega 3, mas, especificamente o DHA é considerado como sendo essencial para o cérebro e a retina do globo ocular.

Cerca de 65% do cérebro são formados por gorduras.

O ácido graxo DHA é um dos principais constituintes do cérebro, sendo essencial que esse órgão tenha níveis elevados de DHA.

O consumo regular de ácidos graxos Ômega 3 – DHA e EPA – auxilia na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos, desde que associado a uma alimentação equilibrada e com hábitos de vida saudáveis.

DHA Ultra Anew Benefícios:

  • Ajuda no desenvolvimento cerebral do bebê
  • Reduz risco de parto prematuro
  • Ação anti-inflamatória
  • Ação antitrombótica
  • Regula os níveis de pressão arterial
  • Ajuda a ativar as células nervosas do cérebro aumentando a capacidade de aprendizado.
  • DHA Ultra Anew é essencial no desenvolvimento e funções cerebrais, cognitivas, locomotoras, sensoriais, comportamentais e, ainda, no estado emocional.
  • DHA Ultra Anew ajuda na melhora do aprendizado, concentração, raciocínio, memória e acuidade visual.

Clique AQUI e leia os Depoimentos de nossos Clientes!

O DHA está presente no organismo humano, principalmente na porção fosfolipídica do cérebro – massa cinzenta e sinapse – e também nos diversos tecidos corporais.

Em grande quantidade, porém, só pode ser encontrado em peixes.

A sua gênese se processa a partir do plâncton vegetal, que, ao ser ingerido pelos peixes, transforma-se em DHA, armazenado principalmente nos olhos, na órbita da região superior.

O ácido docosahexaenoico (DHA) é uma das frações do ácido graxo Ômega 3 predominante no Sistema Nervoso Central (SNC).

ácido graxo DHA é um dos principais constituintes, o que demonstra que realmente é essencial que esse órgão seja frequentemente provido de DHA.

O ácido docosaexaenoico (DHA), segundo inúmeras pesquisas, tem importante ação funcional para a integridade do Sistema Nervoso Central, especialmente no desenvolvimento do cérebro e da retina.

Universidade de Bristol, na Inglaterra, após analisar a visão de mais de 400 crianças com três anos, cujas mães consumiram DHA regularmente durante o período da gestação e da amamentação, verificaram que as crianças tiveram ótimo desenvolvimento visual.

Nas pesquisas sobre o DHA e sua relação com o desenvolvimento infantil, destaca-se o fato de que crianças amamentadas no seio materno apresentam melhor desenvolvimento comportamental e intelectual que outras que não foram amamentadas com o leite materno.

O leite materno é rico em DHA.

DHA Ultra Anew Apresentação do produto:

Frasco de 240 cápsulas e 60 cápsulas de 1.000mg cada uma.

DHA Ultra Anew Recomendação de consumo:

Ingerir uma cápsula de DHA Ultra Anew, 2 vezes ao dia, preferencialmente antes das principais refeições.

DHA Ultra Anew Composição:

Óleo de Peixe com concentração de 70% de DHA e 10% de EPA.

DHA Ultra Anew Quando Não Deve ser Utilizado?

Pessoas alérgicas a peixes e crustáceos devem evitar o consumo de DHA Ultra Anew. Pessoas que apresentem doenças ou alterações fisiológicas, particularmente com alteração na coagulação sanguínea.

dha e epa dha ultra anew

Agora você já sabe o que são os ômega 3 e qual a importância do ALA, DHA e EPA , certo? Compartilhe este artigo se quiser que outras pessoas saibam dos benefícios dos ômegas para a saúde!

Veja também:

Share.

1 comentário

  1. Pingback: Como consumir oleaginosas corretamente - Nutriela

Leave A Reply

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.