Dicas inteligentes de alimentação correta para diabetes

3

alimentação correta para diabetes azeite

Dicas inteligentes e alimentação correta para diabetes

​​O diabetes é uma alteração no metabolismo da glicose causada pela deficiência na produção ou na ação da insulina – hormônio responsável pela diminuição da taxa glicêmica no sangue. Para pessoas com a doença, a ingestão exagerada de alguns alimentos pode ser um perigo. Uma dúvida bastante comum entre elas é sobre como criar e manter uma dieta saudável.

As recomendações nutricionais para esses indivíduos não são tão diferentes da população em geral. A pirâmide alimentar é um guia com o objetivo de propiciar uma noção de proporcionalidade entre os grupos alimentares e a quantidade dos alimentos que devem ser consumidos ao longo do dia. Uma alimentação equilibrada é aquela que contém todos os nutrientes: carboidratos, proteínas, gorduras, sais minerais, vitaminas, fibras vegetais e água (veja abaixo a descrição de cada um deles).

simbolo Dicas para uma alimentação correta para diabetes

1. Para evitar episódios de hipoglicemia ou hiperglicemia, faça o fracionamento da dieta, fazendo de cinco a seis refeições ao dia, a cada três horas, com alimentos variados em pequena quantidade.

2. Realize as refeições em local tranquilo, mastigando bem os alimentos. A boa mastigação contribui para uma boa digestão e melhor saciedade.

3. Comece a refeição sempre pela salada para aumentar a saciedade, varie os tipos de verduras, legumes e frutas.

4. Evite tomar líquidos durante as refeições, mas mantenha a boa hidratação, consumindo em média dois litros de água por dia – se não houver nenhuma restrição.

5. Evite frituras e alimentos gordurosos. Prefira assados, grelhados e cozidos.

6. Atenção ao consumo de sal! Tempere os alimentos com ervas aromáticas, temperos naturais. Eles realçam o sabor e dão cor aos alimentos, além de enriquecer o valor nutricional.

É imprescindível que o tratamento e o controle do diabetes seja acompanhado por um médico e por uma nutricionista para auxiliar a montar um plano nutricional individualizado, considerando características como idade, nível de atividade física, peso, altura, hábitos alimentares, utilização de hipoglicemiantes ou insulina.

Por conta disso, uma ótima opção pode ser o Programa Controle Natural do Diabetes, que é realizado unicamente por meio da alimentação. O programa que visa o desenvolvimento de uma dieta para os diabéticos foi criado pelo doutor Patric Rocha (CRM-CE 8561), que, além de médico, é também pesquisador, palestrante, autor e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas (INEODOC).

simbolo Diabetes – O que comer no CAFÉ DA MANHÃ | Dr. Rocha

quero ver esse vídeo

Atualmente, esse programa que tem como base a criação de uma dieta para diabetes, já ajuda 13 mil pacientes em todo o território brasileiro, tudo isso por meio do controle da glicemia que leva diretamente ao tratamento e controle da doença. Veja a página de depoimentos AQUI

O programa é voltado principalmente para a diabetes do tipo 2, que tem cura. Sendo assim, o diabético não precisa mais lidar com essa doença que é realmente destruidora, principalmente durante a terceira idade, momento em que se deveria aproveitar com saúde e qualidade de vida o seu próprio descanso.

Por isso, se você homem ou mulher com mais de 40 anos e começou a desenvolver os sintomas da diabetes, não deixe de conhecer o Programa de Controle Natural da Diabetes criado pelo Dr. Patric Rocha. Com ele, é possível controlar os níveis de glicemia no sangue, deixando os sintomas da diabetes de lado e apostando no tratamento dessa doença tão maligna.

Entendemos que a diabetes pode causar sérios danos à sua saúde, no entanto, se você seguir uma dieta com os MELHORES alimentos, certamente você terá MAIS Saúde e uma vida MAIS Saudável. Bons alimentos produzem bons resultados, mas você precisa seguir os passos apropriados e é isso que o Tratamento Diabetes Controlada irá te ensinar.

Se você NÃO consegue baixar o índice de açúcar no seu sangue, ele vai lentamente piorar mais e mais a cada semana que passar, por isso é que você deve aprender quais são os alimentos corretos para reverter e controlar o diabetes, fazer do próprio alimento o seu remédio e direcionar-se à raiz da causa. Busque sempre as orientações de um médico especialista!

Lembre-se, não fazer nada ou fazer a coisa errada garante que sua diabetes continue a piorar…

Se você gosta de viver bem e de maneira saudável, então este programa é perfeito para você. Lembre-se, não é um programa de perda de peso ou um programa que indica remédios do começo ao fim… É especificamente feito para ajudar reverter e controlar a diabetes, utilizando os MELHORES alimentos, para que você tenha uma saúde perfeita e sinta-se saudável e com energia…

Junte-se aos mais de 13 mil pacientes em todo o País que já realizam esse tratamento e controle da diabetes, eliminando-a por completo graças à sua alimentação!

simbolo Assista o vídeo abaixo (COMPLETO) e saiba como o Programa de Controle Natural do Diabetes funciona:

tratamento simples da diabetes

quero o treinamento

veja depoimentos

simbolo Entenda o papel de cada grupo de alimentos utilizados no Programa de Controle Natural do Diabetes do Dr. Rocha:

Carboidratos

O grupo dos carboidratos, que são os alimentos energéticos, inclui pães, cereais, arroz, massas, farinhas, biscoitos integrais, batata, mandioca, frutas e açúcares de modo geral. Estes alimentos devem representar aproximadamente 50% do total diário de calorias e constituem a base da alimentação. Entretanto, a preferência no momento da escolha deste grupo deve ser por alimentos ricos em fibras, como pães, arroz e cereais integrais, além de frutas frescas, vegetais e leguminosas que exercem importante papel no controle da absorção dos carboidratos. Também é importante evitar os açúcares simples, doces, mel e refrigerantes, pois são alimentos que favorecem o aumento da glicemia (hiperglicemia) no organismo.

Proteínas

As proteínas ajudam na construção, reparação e formação dos tecidos, ossos, pele, mucosas e cartilagens, e devem representar de 15 a 20% do total diário de calorias. São divididas em dois grupos: proteínas de origem animal – encontradas nas carnes bovina, suína, pescados, aves, leite e derivados, e as proteínas de origem vegetal encontradas em frutas oleaginosas, amendoim, nozes, castanhas, lentilha, soja e seus derivados, feijão, grão de bico, lentilha e ervilha. As proteínas favorecem o melhor controle glicêmico.

Gorduras

Ao contrário do que pensam, as gorduras também possuem a sua importância em uma alimentação equilibrada, pois tem a função de fornecer energia. Representando de 25 a 30% do total diário de calorias, o ideal é priorizar óleos vegetais de boa qualidade como o azeite de oliva, óleo de canola, milho e girassol, e ainda evitar o consumo de gorduras hidrogenadas e saturadas.

simbolo O que eu posso comer se eu tenho DIABETES? | Dr. Rocha

quero ver esse vídeoFibras

As fibras pertencem ao grupo dos carboidratos, mas não são absorvidas e digeridas como os demais de sua referida classe. A recomendação no consumo é de no mínimo 20g/dia e possui a função básica de auxiliar o funcionamento intestinal e tornar a absorção da glicose mais lenta, contribuindo no controle glicêmico. Para melhorar o papel das fibras, é essencial proporcionar hidratação adequada, por este motivo é de grande importância o consumo de água ao longo do dia.

As fibras são classificadas em: solúveis – encontradas em frutas, vegetais, leguminosas e farelos como o de aveia – que contribuem para o retardo do esvaziamento gástrico; e insolúveis – contidas em alimentos vegetais como grão de milho, soja, grão de bico, feijão, lentilha, ervilha e frutas com casca – que aumentam a saciedade, melhorando o controle do apetite.

Alimentos funcionais

Os alimentos funcionais são aqueles que contribuem com os efeitos metabólicos benéficos à saúde, além de suas funções nutricionais básicas. Este efeito ocorre, em sua maioria, quando estes alimentos são consumidos como parte de uma dieta usual, podendo desempenhar um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas. Porém, para que seus benefícios sejam alcançados, é necessário que o consumo seja regular. A indicação é a inclusão de vegetais, frutas, cereais integrais na alimentação regular, já que a grande parte dos componentes ativos estudados se encontram nesses alimentos. Outra dica é substituir em parte o consumo de carnes vermelhas e embutidos por carne branca, em especial os peixes ricos em ômega 3.

Vitaminas e minerais

Em relação às vitaminas e minerais, a recomendação é o consumo de duas a quatro porções de frutas, sendo pelo menos uma rica em vitamina C (frutas cítricas) e de três a cinco porções de hortaliças cruas e cozidas, além de, sempre que possível, dar preferência aos alimentos integrais. É importante ressaltar que não há evidência de benefícios sobre o uso de suplementação de minerais e vitaminas em pessoas com diabetes mellitus que não apresentem deficiências.

Diferença entre diet e light

Para evitar engano na hora da compra, vale salientar a importância da diferença entre produtos diet e light. Produtos diet são aqueles que têm exclusão de algum nutriente específico, como por exemplo, o açúcar. Nem todos os produtos diet apresentam quantidade significativa na redução de calorias. Já os produtos light apresentam redução mínima de 25% em alguns dos seus nutrientes ou na quantidade total de suas calorias em relação aos produtos tradicionais. Fonte: SBIB

simbolo Vídeo – Dicas de alimentação para diabéticos:

programa diabetes

banner resumo diabetesgarantiavalor

oferta expirada

preço rocha

ainda na dúvida

Share.

©Desenvolvido por  Loja Online Consultoria | 2014.